Linha 4

Publicidade

Laudo do IML aponta traumatismo craniano em vítima encontrada carbonizada

Redação Tarobá News

Uma família de Londrina compareceu ao Instituto Médico Legal (IML) e colheu exames de DNA para verificar a possibilidade de reconhecimento do corpo encontrado carbonizado em Ibiporã na última quarta-feira (25). Uma mulher informou que a filha está desaparecida há mais de um mês e acredita que pode ser ela a vítima encontrada na Estrada Três Figueiras.

Os exames serão encaminhados para Curitiba no final do mês e o resultado genético deve demorar 90 dias. O laudo do IML apontou que a causa da morte foi por traumatismo craniano. Mesmo com o corpo carbonizado, foi possível ver um grande ferimento na cabeça. O médico legista também concluiu que a mulher foi queimada alguns dias depois que já estava sem vida.

A perícia esteve no local e afirma que existe a possibilidade da vítima ter sido morta em outro lugar. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Ibiporã

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.