Linha 4

Publicidade

Operação "Fura fila do SUS": ex-vereador "Ganso sem Limite" é liberado da prisão

Redação Tarobá News

Foi expedido na última sexta-feira (15), o alvará de soltura de Jeovane José Machado, o “Ganso Sem Limite”. O documento foi feito pela Justiça Estadual de Cascavel através da 2ª Vara Criminal após o encerramento das investigações.

Ganso é acusado de coagir testemunhas para mentir durante depoimentos referente ao caso "Fura Fila do SUS". Ele foi preso no dia de dezembro.

Após análise, foi constatado que o investigado tentou orientar uma das famílias que fez a cirurgia, a apagar as conversas. A avaliação apontou que ele tentou dificultar as provas na investigação. Várias mensagens apontaram que Ganso falava para os pacientes que moravam em determinado endereço para facilitar o esquema.

Caso

O ex-assessor foi acusado de envolvimento em esquema de cobranças indevidas do SUS, além disso foi preso por agredir a mulher.

Em 2018, o ex-vereador cascavelense Ganso Sem limite foi detido e encaminhado ao fórum de Cascavel, por uma das equipes da PM que presta apoio a segurança das eleições no 1º turno das eleições. De acordo com a PM, Ganso estaria realizando o crime de boca de urna.

Já em 2017, Ganso Sem Limite (PSD) foi exonerado da função de assessor na Câmara de Vereadores. Ele foi condenado na Justiça por favorecer pacientes na fila do SUS em troca de votos. Ele e a esposa foram condenados a pagamentos de cestas básicas a instituições da cidade.

Leia mais: Ex-vereador Ganso é detido novamente pela Operação "Fura fila do SUS"

Ex-vereador Ganso Sem Limite é exonerado de cargo público

Assessor Ganso Sem Limite é exonerado da Câmara de Vereadores

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade