PRF apreende duas carretas com 650 mil carteiras de cigarro em Campo Mourão

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 27/01/2020 às 17:49

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu cerca de 650 mil carteiras de cigarro na tarde desta segunda-feira (27) em Campo Mourão, na região centro-oeste do Paraná.

Avaliadas em mais de R$ 3,2 milhões, as cargas contrabandeadas do Paraguai eram transportadas em duas carretas, abordadas na BR-487.

Os agentes da PRF prenderam os dois motoristas envolvidos em flagrante. Um deles teria saído de Iporã (PR) e entregaria o cigarro em Ponta Grossa (PR). O outro disse que saiu de Umuarama (PR) e que pretendia levar a carga ilícita até Pitanga (PR).

A Polícia Rodoviária Federal registrou a ocorrência na Delegacia da Polícia Federal em Maringá. As carretas e o cigarro foram levados até a Receita Federal, também em Maringá.

O crime de contrabando tem pena prevista de dois a cinco anos de prisão. Se condenado, o autor do crime tem ainda a carteira de motorista cassada pelo prazo de cinco anos.

Um dos presos responderá ainda pelo crime de falsificação de documento público. Os certificados de registro e licenciamento do caminhão e do semirreboque que ele conduzia são falsos. Ambos os veículos apresentam sinais de adulteração do chassi. A equipe da PRF não conseguiu chegar às placas originais, que eventualmente podem conter alerta de furto ou roubo.



Relacionados

Toledo | 02-04-2020 16:11

PM fecha banca de jogo do bicho que funcionava em estabelecimento no centro

PM fecha banca de jogo do bicho que funcionava em estabelecimento no centro

Cascavel | 02-04-2020 16:10

PRF apreende 240 kg de maconha após perseguição na BR 163

PRF apreende 240 kg de maconha após perseguição na BR 163

Curitiba | 02-04-2020 12:06

Empresária é espancada por três homens em briga de trânsito

Empresária é espancada por três homens em briga de trânsito

Foz do Iguaçu | 02-04-2020 11:28

PRF informa que vídeo sobre manifestação na Ponte da Amizade é falso

PRF informa que vídeo sobre manifestação na Ponte da Amizade é falso

PUBLICIDADE