Vigilante discute com tio e sobrinho e acaba morto com 6 tiros

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 18/01/2020 às 09:52

Foto: Colaboração Banda B

Um vigilante de 37 anos foi morto com seis tiros de espingarda calibre 12 na madrugada deste sábado (18), no bairro Roseira, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC). De acordo com informações apuradas no local pela Polícia Militar, Anifrâncio de Medeiros teria ido até a casa de tio e sobrinho, houve uma discussão e ele acabou baleado. O sobrinho do dono da casa, um adolescente de 16 anos, assumiu que atirou, mas a PM investiga esta versão.

O crime ocorreu na Rua Arcioto Claudino Barbosa. Testemunhas relataram à PM que o vigilante chegou na casa fazendo ameaças de morte para os moradores. Neste momento, o tio de 39 anos e o sobrinho adolescente saíram da casa, houve uma breve discussão e Medeiros foi baleado.

De acordo com o perito do Instituto de Criminalística, Elmir Machado, todos os tiros foram na região do tórax. “As seis marcas de tiros estavam no tórax da vítima. Ao lado do corpo encontramos uma faca, que não chegou a ser usada neste crime. Exames poderão confirmar se ela era da vítima ou não”, disse o perito.

No bolso de Medeiros havia um bloco de recibos para pagamentos de clientes da região. Ele trabalhava como vigilante em uma moto.

Segundo a PM, tio e sobrinho aparentavam estar bêbados e utilizado algum tipo de droga. Bastante alterados, os dois dois foram levados para a delegacia de São José dos Pinhais.

Fonte: Banda B



Relacionados

Quatro Pontes | 18-02-2020 17:39

Com apoio da PM, PRF apreende 1 milhão de carteiras de cigarros em caminhões

Com apoio da PM, PRF apreende 1 milhão de carteiras de cigarros em caminhões

Pato Bragado | 18-02-2020 17:03

Veículo e embarcação carregados com cigarros são apreendidos

Veículo e embarcação carregados com cigarros são apreendidos

Pato Branco | 18-02-2020 16:47

Idoso morto na cadeia pública de Pato Branco tinha sido preso por estupro

Idoso morto na cadeia pública de Pato Branco tinha sido preso por estupro

Londrina | 18-02-2020 16:46

Justiça prorroga prisão de policiais civis acusados de desviarem carga

Justiça prorroga prisão de policiais civis acusados de desviarem carga

PUBLICIDADE