Delator diz que Richa recebeu R$ 500 milhões em propinas

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 14/09/2018 às 08:35

O empresário Antônio Celso Garcia, cuja delação levou à prisão do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), na terça-feira, 11, disse ao jornal O Estado de S. Paulo que o tucano recebeu "entre R$ 400 milhões e R$ 500 milhões" em propina e caixa 2 em campanhas eleitorais.

Richa é alvo da Operação Radiopatrulha, do Ministério Público do Paraná, e da Lava Jato. "Se for ver todas as coisas que estão investigando, se metade for verdade, eu diria que, fácil, (a propina) passaria de R$ 400 milhões, R$ 500 milhões", afirmou. A defesa de Richa não respondeu à reportagem. Na terça, informou que não havia tido acesso à investigação. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Relacionados

Política | 18-02-2019 11:00

'Não temo a abertura dos meus dados bancários', diz Mariz de Oliveira

'Não temo a abertura dos meus dados bancários', diz Mariz de Oliveira

Política | 18-02-2019 09:50

Com situação indefinida, Bebianno segue em hotel em Brasília

Com situação indefinida, Bebianno segue em hotel em Brasília

Política | 18-02-2019 09:00

Bolsonaro já está no Planalto e agenda prevê apenas despachos internos

Bolsonaro já está no Planalto e agenda prevê apenas despachos internos

Política | 18-02-2019 08:45

'Quem sofre uma injustiça não fica bem', diz Bebianno

'Quem sofre uma injustiça não fica bem', diz Bebianno