Como usar as férias para se preparar para o Enem e vestibulares

Redação Tarobá News
06/06/2019 13:43

O ritmo é intenso para os vestibulandos: aulas presenciais, provas escolares, simulados e maratonas de conteúdo. Quando chegam as férias de meio de ano, fica a dúvida: se desconectar totalmente ou pisar fundo no acelerador, já que haverá mais tempo disponível? Nem a primeira e nem a segunda opção, na verdade. O ponto principal é o equilíbrio, assim o estudante retornará com as energias carregadas para a reta final de preparação.

O planejamento deve ser feito e executado pelos vestibulandos mesmo em períodos de férias escolar. É necessário ter hora para acordar, estudar e descansar. Portanto, o ideal é que você, vestibulando, monte seu cronograma para o mês de julho e defina o que estudar para o Enem e para outros vestibulares. Se houver mais dificuldades em determinadas disciplinas, pode ser uma boa alternativa focar nessas matérias, mas não se esqueça também de revisar outros conteúdos ㅡ até mesmo porque as provas normalmente são multidisciplinares.

O equilíbrio é fundamental e, por esta razão, os vestibulandos não devem se desligar dos estudos, mas também não devem estudar mais do que se está acostumado. O excesso de carga-horária, inclusive, pode ser prejudicial. Uma vez que o estudante volta cansado das férias, ele terá menos energia para continuar a etapa final, repleta de muitas emoções, nervosismo e ansiedade.

Se for viajar por um curto período de tempo, o ideal é que o vestibulando se desconecte e aproveite a família ou os amigos. No caso da viagem ocupar todo o mês de férias, é importante se programar para definir horários de estudo. Se não houver essa possibilidade, ainda é possível encontrar métodos para aprender informações novas por meio do entretenimento e a cultura. Visitar museus e monumentos históricos, ver filmes relacionados com história e geografia, conhecer exposições de arte e assistir peças de teatro são boas alternativas para se divertir e aprender.

Também é importante avaliar o uso do tempo no primeiro semestre e nas primeiras semanas das férias escolares. Se o aluno utilizou esse tempo para não fazer outra coisa senão estudar, é hora de desacelerar. “Todo mundo deve ter pelo menos uma semana de descanso completo, para relaxar e curtir. Mas é para curtir mesmo, sem levar apostila e nem pensar em estudar. A máquina precisa aliviar”, afirmou o coordenador do cursinho Anglo em São Paulo, Alberto Francisco do Nascimento, em entrevista para o Guia do Estudante.

Se, por outro lado, as primeiras semanas foram reservadas para diversão, é o momento de voltar a aquecer para o segundo semestre. Começar a estudar em um determinado período do dia, como de manhã ou a tarde, é uma forma de sinalizar para o organismo que agora é importante focar na preparação para o vestibular. Em suma: não existe nenhuma fórmula. O vestibulando precisa apostar no equilíbrio e fazer uma análise para saber o que é melhor para ele, com cuidado para não pecar pelo excesso.