Imagem da categoria deste trecho de programa de TV
Tarobá Notícia

11h50 - Seg a Sexta - 12H15 - Sáb.

Continuar navegando
Voltar

Vacinação contra poliomielite termina neste sábado e conta com atrações em Londrina

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite termina neste sábado (1) e a Secretaria Municipal de Saúde realiza as últimas ações para chamar a atenção dos pais e responsáveis pelas crianças de 1 a 4 anos de idade, residentes em Londrina. De acordo com dados oficiais da Saúde, até o momento, apenas 51% do público-alvo foi imunizado no município, o que representa 15 mil crianças vacinadas.


A primeira ação realizada neste sábado como atrativo será no Calçadão de Londrina, das 10h às 15h, em frente ao Banco do Brasil, localizado na Avenida Paraná, 347 (entre as ruas Professor João Cândido e São Paulo). A segunda ação de sábado será das 15h às 20h, próxima à entrada do Circo Maximus, montado no estacionamento do Londrina Norte Shopping, na Rua Américo Deolindo Garla, 224, na zona norte. O circo está oferecendo apresentações às 16h, 18h e 20h, sendo que cerca de mil pessoas participam dos shows. A intenção da Secretaria Municipal de Saúde é disponibilizar três profissionais em cada um desses pontos.


Os pais que quiserem vacinar as crianças devem levar a carteirinha dos filhos, mas caso esqueçam ou por ventura não estejam com o documento em mãos, a dose será realizada e os responsáveis terão um comprovante para colar na carteirinha quando chegarem em casa. A capacidade de vacinação no sábado será de 2.000 crianças.


Apesar do baixo número de crianças imunizadas, a campanha nacional não será prorrogada. “As prorrogações das campanhas são justificáveis quando a questão principal é a falta de acesso e dificuldade de tempo, o que não é o caso. Observamos que todos os estados e munícipios se reinventaram, quando o assunto foi a vacinação, para chamar a atenção dos pais e responsáveis. Protelar a campanha é um desgaste para as nossas equipes, que se organizam e ficam na expectativa, mas acabam sendo frustradas pela baixa procura. Então, enquanto não mudarmos a conscientização das pessoas, acredito que a prorrogação de tempo por si só não será suficiente para aumentar a vacinação”, disse o secretário de saúde.


Após o encerramento da Campanha Nacional de Vacinação as crianças não receberão mais a dose de reforço, pois a orientação do Ministério da Saúde (MS) aos Municípios é que as Unidades Básicas de Saúde (UBS) apliquem somente a vacina contra a Poliomielite nas crianças que não receberam nenhuma dose. Para isso será preciso procurar a UBS mais próxima da residência. 

 

Continue assistindo...

Ver mais