Após quase 24 horas, servidores começam a desocupar Assembleia Legislativa

Redação Tarobá News
Paraná | Publicado em 04/12/2019 às 15:27

Foto: Marcelo Borges – Banda B

Poucos minutos após o início da sessão na Ópera de Arame que irá votar mudanças na Previdência Estadual, os servidores começaram a desocupar a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) por volta das 14h50 desta quarta-feira (4). As categorias do funcionalismo ocupavam o espaço desde a tarde desta terça-feira (3), em protesto contra os projetos do Governo do Estado.

No início da tarde desta quarta, segundo a APP-Sindicato, eram cerca de 280 servidores que seguiam nas galerias da Alep.

Ainda na noite de ontem, a Justiça determinou a reintegração de posse da Alep após pedido do presidente da Casa, o deputado estadual Ademar Traiano. Na decisão, a juíza Rafaela Mari Turra autorizava o auxílio da força policial, “se necessário e de forma proporcional”. Ela também autorizou multa diária de R$ 2 mil em caso de resistência.

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, disse que a mudança de local aprofunda o diálogo com os servidores. “Resolvemos que não iríamos nos manifestar lá devido ao policiamento ostensivo e a fortaleza que se forma no entorno da Pedreira. [A mudança de local] é uma decisão que mostra como o governador Ratinho Junior vai nos tratar e decidimos nos manifestar de outras formas”, disse.

Com a saída, os manifestantes seguem mobilizados, mas em frente ao prédio da Alep.

Fonte: Banda B



Relacionados

Londrina | 17-01-2020 18:41

FEL garante que Estádio do Café estará pronto para estreia do LEC no Paranaense

FEL garante que Estádio do Café estará pronto para estreia do LEC no Paranaense

Londrina | 17-01-2020 18:01

Família procura jovem desaparecido

Família procura jovem desaparecido

Foz do Iguaçu | 17-01-2020 17:04

Cohapar realiza vistoria em obras de casas na região Oeste

Cohapar realiza vistoria em obras de casas na região Oeste

Curitiba | 17-01-2020 16:47

Copel alerta para os perigos de pipas perto da rede elétrica

Copel alerta para os perigos de pipas perto da rede elétrica

PUBLICIDADE