CPI da JMK ouve ex-secretário da Fazenda e ex-diretora geral da SEAP

Redação Tarobá News
Paraná | Publicado em 11/11/2019 às 17:19

Foto: Dália Felberg

Sob a presidência do deputado estadual Soldado Fruet (PROS), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da JMK da Assembleia Legislativa do Paraná realiza sua 23ª reunião nesta terça-feira (12), às 9 horas. Na ocasião, serão ouvidos o ex-secretário estadual da Fazenda, José Luiz Bovo, e a ex-diretora geral da Secretaria Estadual da Administração e Previdência (SEAP), Samira Célia Neme Tomita. “Estamos na reta final das oitivas e o objetivo é sanar algumas dúvidas e divergências que surgiram em depoimentos anteriores", explica o presidente da CPI.

Bovo foi convocado para prestar esclarecimentos quanto às datas e ao processo de solicitação da dotação orçamentária para o reajuste financeiro de R$ 18 milhões, concedido à JMK no final de dezembro de 2018. Por sua vez, Samira foi diretora-geral da SEAP, em novembro de 2014, como secretária em exercício, solicitou ao, então, governador Beto Richa a autorização do procedimento licitatório para contratar a empresa gerenciadora da frota oficial.

Após o despacho governamental favorável, ela assinou a autorização para o pregão presencial. A CPI chamou Samira para depor porque ela teve o nome incluído no rol de administradores com contas julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em relação ao pregão presencial 44/2014 e à execução do contrato 256/2015.

As irregularidades na licitação e no contrato com a JMK, que vigorou de janeiro de 2015 a maio de 2019, são o foco das investigações da CPI, instalada por proposição do Soldado Fruet. “Já está muito claro que o Estado foi omisso na gestão deste contrato e falhou muito na fiscalização, o que contribuiu para que o povo paranaense fosse prejudicado com a falta de manutenção de viaturas policiais, ambulâncias e ônibus escolares”, aponta o deputado.




Relacionados

Londrina | 24-01-2020 17:57

Sala do Empreendedor lança agendamento online para MEIs

Sala do Empreendedor lança agendamento online para MEIs

Toledo | 24-01-2020 16:53

Justiça nega recurso e mantém suspensão das obras do Hospital Regional que implicariam gasto de R$ 9,3 milhões

Justiça nega recurso e mantém suspensão das obras do Hospital Regional que implicariam gasto de R$ 9,3 milhões

Maringá | 24-01-2020 16:04

13º Congresso Estadual da APP-Sindicato começa na segunda

13º Congresso Estadual da APP-Sindicato começa na segunda

Curitiba | 24-01-2020 14:52

CGE monitora evolução patrimonial do alto escalão

CGE monitora evolução patrimonial do alto escalão

PUBLICIDADE