Alcolumbre anuncia sessões do Congresso e pode adiar votação da segunda instância

Estadão Conteúdo
Política | Publicado em 04/12/2019 às 18:00

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou conversas com a Câmara para agendar sessões do Congresso Nacional ao longo da próxima semana. A estratégia coloca em risco a votação de um projeto de lei para autorizar a prisão em segunda instância na semana que vem e, consequentemente, neste ano.

Com a realização de sessões do Congresso, as comissões da Câmara e do Senado não podem funcionar. Mais cedo, a presidente da CCJ do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), anunciou que pautaria a votação do projeto da segunda instância na próxima sessão do colegiado, ou seja, na terça-feira, 10.

Ministério

Alcolumbre afirmou que haverá sessões do Congresso para votar os projetos de lei que abrem um crédito extra no Orçamento e beneficia ministérios. As 24 propostas na pauta permitem um recurso adicional no total de R$ 22,8 bilhões. Sem esses projetos, disse Alcolumbre, os ministérios ficam "inviabilizados".



Relacionados

Curitiba | 12-12-2019 16:24

Audiência pública vai debater Pacto Federativo e a extinção de 100 municípios no Paraná

Audiência pública vai debater Pacto Federativo e a extinção de 100 municípios no Paraná

Política | 12-12-2019 07:45

Senado dá transferência direta de emendas

Senado dá transferência direta de emendas

Política | 12-12-2019 07:45

Comissão trava auditoria de gastos no cartão da Presidência

Comissão trava auditoria de gastos no cartão da Presidência

Política | 11-12-2019 22:01

Aliados de Doria elegem novo líder tucano e expõem racha na bancada

Aliados de Doria elegem novo líder tucano e expõem racha na bancada

PUBLICIDADE