Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

McDonald´s e Burguer King defendem hambúrguer saborizado no Senado

13/05/22 às 08:51 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Os casos de hambúrguer falsos foram tema de uma audiência pública, nesta quinta-feira (12), na Comissão de Controle e Defesa do Consumidor do Senado. Recentemente, o Procon do Distrito Federal proibiu a venda do McPicanha, do McDonald’s, e do Whooper de Costela, do Burger King.

A explicação do Procon é que, apesar dos nomes, os sanduíches não tinham os cortes, apenas molhos que imitavam o aroma e o sabor. A entidade entendeu que as empresas faziam propaganda enganosa.

Por escrito, as empresas defenderam no Senado que as propagandas tinham informações claras e suficientes para que os consumidores soubessem que os nomes faziam referência aos sabores dos sanduíches, e não aos ingredientes.

Leia mais:

Imagem de destaque
INICIATIVAS

Lula quer parceria com África para combate ao desmatamento

Imagem de destaque
DO STF

Senado recorre de decisão sobre transporte gratuito em eleições

Imagem de destaque
NEGÓCIOS FAMILIARES

Trump terá que pagar multa de R$ 1,7 bi por fraude financeira

Imagem de destaque
REINTRODUÇÃO

Após serem extintas na Alemanha, ariranhas retornam à Argentina

O McDonalds afirmou que essa prática é comum; já o Burger King disse que vários alimentos usam essa forma de nomenclatura, como sorvete sabor morango sem morango.

A coordenadora de Inovação e Estratégia da ONG ACT Promoção da Saúde, Marília Albiero, apontou a tentativa de transferir para o consumidor toda a responsabilidade, se ele não faz a melhor escolha é porque não quer.

Depois da polêmica, o Burger King mudou o nome para destacar a carne que realmente está no sanduíche, a paleta suína. Já o McDonalds decidiu tirar o hambúrguer de picanha do mercado.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá