Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Mulher que perdeu filhos assassinados e teve a casa incendiada, luta por justiça

31/01/24 às 15:44 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Sônia Regina da Silva é uma mãe que conhece profundamente a dor da perda. Em 2019, o filho Hannan Silva, de 21 anos, foi assassinado. Três anos depois, o outro filho, Hyan Pablo da Silva, de 20 anos, também foi encontado morto de forma trágica.

 

A notícia de que Fernando Inácio Andrade, o homem que confessou ter matado Hannan, chegou a ficar em liberdade, revoltou a Sônia Regina, que luta para ter justiça pela morte do filho. Hannan foi morto estrangulado na praça Rocha Pombo, em outubro de 2019.

Leia mais:

Imagem de destaque
MAIS SUSTENTÁVEL

Reformulada em Londrina, concessionária promete investir R$5,5 bilhões no Brasil

Imagem de destaque
ESPAÇO LOCADO

Samu inaugura nova sede no Centro de Arapongas nesta quinta-feira

Imagem de destaque
CERIMÔNIA JÁ TEM DATA

Apucarana abre inscrições para casamento coletivo do Programa Justiça no Bairro

Imagem de destaque
GRATUITO

Inscrições para vagas remanescentes do Curso de Cinema terminam na sexta

 

Já Hyan Pablo da Silva, o filho mais novo de Sônia, foi encontrado no rio Tibagi, com mãos e pernas amarradas e ferimentos por faca, no dia 04 outubro 2022. Até hoje a investigação não encontrou quem cometeu o crime. “A investigação diz que não está parada, que ainda estão analisando provas. E a gente não sabe de nada”, disse mãe.

 

Além de perder os dois filhos assassinados, há 15 dias, Sônia Regina perdeu a casa em um incêndio. Para tentar reconstruir o imóvel, ela realiza uma campanha, pedindo ajuda. “Quem quiser pode mandar mensagens no meu telefone 43 99634-2801. A gente também está fazendo uma rifa”, pediu Sônia.

 

 

© Copyright 2023 Grupo Tarobá