Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

PM acusado de estuprar mulheres em mocó é condenado a 13 anos em regime fechado

22/02/24 às 21:09 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

O policial militar acusado de estuprar duas mulheres em um mocó na região central de Londrina, foi condenado a 13 anos e seis meses de prisão em regime fechado. Os crimes foram cometidos em dezembro de 2022 e janeiro de 2023.

 

A condenação é por apenas por um dos casos, o outro ainda será julgado.

Leia mais:

Imagem de destaque
NÃO RESISTIU

Morre nesta manhã a cachorrinha que sofreu marteladas de casal em Cambé

Imagem de destaque
SAÚDE

Cidades do Oeste tem situação de emergência reconhecidas com dengue

Imagem de destaque
OBRAS

Novo viaduto da Carlos Gomes está pronto e trabalho agora está nas calçadas

Imagem de destaque
CUIDADO

Apesar de absurdos, casos de golpes em idosos são frequentes

 

Para o advogado das mulheres, Mauro Martins, a condenação já era esperada. “Já esperávamos esse resultado, tendo em vista todas as provas colhidas, provas testemunhais e das câmeras de segurança que registraram o momento.”

 

Câmeras de monitoramento flagraram o militar invadindo a residência que é utilizada por usuários de drogas. Ele também teria praticado os dois estupros na frente de outra pessoas que frequentam o local.

 

Segundo as mulheres, o PM teria utilizado uma arma para ameaçar exigir a conjunção carnal, que foi comprovada através de exames.

 

O policial foi preso em janeiro do ano passado em Londrina e depois transferido para um complexo penal em Curitiba, onde permanece até hoje.

 

A condenação do estado pode pesar no julgamento criminal do PM junto à corporação. O advogado acredita que ele será expulso.

 

As três mulheres foram indenizadas pelo estado em R$ 100 mil, sendo R$ 40 mil para as duas que foram violentadas e R$ 20 mil para uma terceira que foi assediada também pelo policial. 

© Copyright 2023 Grupo Tarobá