CMTU publica novo edital do transporte com valores máximos mais altos

Murilo Pajolla
Cotidiano | Publicado em 25/06/2019 às 17:05

A Companhia de Trânsito e Urbanização de Londrina (CMTU) publicou nesta terça-feira (25) o novo edital da licitação do transporte coletivo de Londrina com valores máximos mais altos do que os previsto no primeiro edital, lançado no fim do ano passado e suspenso após a Transportes Coletivos Grande Londrina (TCGL) contestar a licitação na justiça e no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

LEIA MAIS:

Os valores eram R$ 3,99 para a área 1 e R$ 4,08 para a área 2. Agora, foram reajustados para R$ 4,23 e R$ 4,25 respectivamente. A área 2 corresponde a 38,33% de toda a operação em Londrina, compreende a zona sul, as linhas do shopping Catuaí, os distritos rurais e a região do aeroporto. Já área 1 corresponde ao restante da cidade, equivalente a 61,67% do serviço.

Segundo a CMTU, os motivos para o aumento de cerca de 20 centavos foram o fim do subsídio do óleo diesel para transporte coletivo e a convenção coletiva da categoria, além da atualização do preço dos insumos.

Vale ressaltar as cifras são para os valores máximos, ou seja, as empresas que participarem da licitação podem oferecer tarifas mais baixas do que essas.

As empresas têm 30 dias formular propostas. No dia 25 de julho será realizada a abertura dos envelopes. O contrato terá validade de 15 anos.

O contrato vigente com as empresas que operam o transporte coletivo já tinha sido prorrogado até dia 18 de julho, por conta do embate judicial entre a grande Londrina e a CMTU e pode ser prorrogado novamente.

Colaboração: Lívia de Oliveira



Relacionados

Cascavel | 19-10-2019 13:25

Ponte Molhada está interditada

Ponte Molhada está interditada

Londrina | 19-10-2019 13:17

Licitação do transporte coletivo de Londrina ainda não teve propostas

Licitação do transporte coletivo de Londrina ainda não teve propostas

Cascavel | 19-10-2019 12:07

Rodizio de abastecimento de sábado é suspenso pela Sanepar

Rodizio de abastecimento de sábado é suspenso pela Sanepar

Cascavel | 19-10-2019 11:38

Paranhos libera investimento de mais de R$ 4 mi em medicamentos

Paranhos libera investimento de mais de R$ 4 mi em medicamentos

PUBLICIDADE