Linha 4

Publicidade

Filhote de lontra é mais novo morador do refúgio biológico

Redação Tarobá News

O Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), da Itaipu Binacional, recebeu um filhote de lontra no dia 24 de junho, encaminhado pelo Centro de Reabilitação, Despetrolização e Análise de Saúde de Fauna Marinha da UFPR, localizado no balneário de Pontal do Sul, em Pontal do Paraná.

O animal foi encontrado em Guaratuba, no litoral do Paraná, em maio, após ser retirado das margens de um canal de água doce por pessoas que acreditavam que a lontra estava sozinha e era muito pequena. Levado à unidade da UFPR, o filhote foi devidamente tratado.
Por ter cerca de apenas dois meses, sem a presença da mãe e indefeso, o filhote – uma fêmea – não tem condições de sobreviver sozinho. A ausência da mãe faz com que ele não aprenda os comportamentos básicos para sobreviver na natureza. 

Mas não foi difícil achar um lar definitivo para ele. A parceria entre Itaipu e UFPR possibilitou a chegada do animal a Foz do Iguaçu, onde, no RBV, viverá em um amplo espaço desenhado para as necessidades da espécie e enriquecido com elementos naturais de seu hábitat.
O RBV já tinha duas lontras macho em seu plantel e, agora, com a chegada da fêmea, surge a possibilidade de iniciar um projeto de reprodução em cativeiro para a futura reintrodução de indivíduos na natureza. É mais um presente para o RBV, que completou 36 anos no último dia 27.

Imprensa de Itaipu

COMENTÁRIOS

Publicidade