Surto de diarreia: Água deve continuar sendo acompanhada

Redação Tarobá News
Cotidiano | Publicado em 14/03/2019 às 15:00

A Secretaria de Saúde e a Sanepar  se pronunciaram nesta tarde (14), sobre o surto de diarreia em Cascavel. 

Segundo a Secretaria, houve uma redução dos casos no final de Janeiro, mas voltou a aumentar. O que chamou atenção é que os sintomas duravam um tempo maior do que o comum, chegando até 3 meses.

A Sanepar se pronunciou e afirma que não foram encontrados micro-organismos perigosos e que segue todo o protocolo de controle de qualidade do Ministério da Saúde e garantem que a água entregue nas casas é potável. Desde dezembro quando iniciou o surto, a verificação e o protocolo mais rigoroso está sendo realizada.

Ainda diz que os problemas podem estar em outras fontes de água e  orientam para que nas casas sejam realizadas a limpeza de caixas de águas no minimo uma vez por ano. 

A recomendação de filtrar todas as águas continua, independente de onde ela venha.

Reportagem Carlos Turmina



Relacionados

Foz do Iguaçu | 25-05-2019 12:40

Moradores do Porto Belo reclamam da estrutura de UBS

Moradores do Porto Belo reclamam da estrutura de UBS

Cascavel | 25-05-2019 12:39

Pai conta em um misto de alegria e alívio sobre o parto do filho

Pai conta em um misto de alegria e alívio sobre o parto do filho

Ponta Grossa | 25-05-2019 10:26

Justiça Eleitoral cancela 4,4 mil títulos em Ponta Grossa

Justiça Eleitoral cancela 4,4 mil títulos em Ponta Grossa

Cascavel | 25-05-2019 08:05

Cooperativas se negam a negociar e trabalhadores podem cruzar os braços

Cooperativas se negam a negociar e trabalhadores podem cruzar os braços

PUBLICIDADE