Alimentos in natura puxam aceleração de preços no atacado na 1ª prévia do IGP-M

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 09/06/2017 às 09:00

Os preços dos alimentos in natura no atacado foram os principais responsáveis pela aceleração do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) na primeira prévia de junho. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou nesta sexta-feira, 9, que o IGP-M recuou 0,51% na primeira prévia de junho, após uma redução de 0,89% na primeira prévia de maio.

O IPA-M acelerou de -1,37%, na primeira prévia de maio, para -1,07%, na primeira prévia de junho. Segundo a FGV, contribuiu para esse movimento o subgrupo "alimentos in natura", cuja taxa passou de -2,28% para 3,09%.

Os maiores impactos de alta no IPA-M foram o feijão (em grão), que acelerou de -2,94% na primeira prévia de maio para +52,57% na primeira prévia de junho, e a soja (em grão), que passou de 0,74% para 2,21%.



Relacionados

Economia | 17-06-2018 10:05

Trump ameaça a ordem comercial global

Trump ameaça a ordem comercial global

Economia | 16-06-2018 18:00

Proposta da Rússia à Opep sobre petróleo contempla somente 3º trimestre

Proposta da Rússia à Opep sobre petróleo contempla somente 3º trimestre

Economia | 16-06-2018 12:40

Lucro líquido da Copersucar cai 42,5% em 2017/18, para R$ 147,66 milhões

Lucro líquido da Copersucar cai 42,5% em 2017/18, para R$ 147,66 milhões

Economia | 16-06-2018 11:15

Conselho da IMC aprova acordo de fusão com Sapore

Conselho da IMC aprova acordo de fusão com Sapore

PUBLICIDADE