Alimentos in natura puxam aceleração de preços no atacado na 1ª prévia do IGP-M

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 09/06/2017 às 09:00

Os preços dos alimentos in natura no atacado foram os principais responsáveis pela aceleração do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) na primeira prévia de junho. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou nesta sexta-feira, 9, que o IGP-M recuou 0,51% na primeira prévia de junho, após uma redução de 0,89% na primeira prévia de maio.

O IPA-M acelerou de -1,37%, na primeira prévia de maio, para -1,07%, na primeira prévia de junho. Segundo a FGV, contribuiu para esse movimento o subgrupo "alimentos in natura", cuja taxa passou de -2,28% para 3,09%.

Os maiores impactos de alta no IPA-M foram o feijão (em grão), que acelerou de -2,94% na primeira prévia de maio para +52,57% na primeira prévia de junho, e a soja (em grão), que passou de 0,74% para 2,21%.



Relacionados

Economia | 04-07-2020 07:49

Pandemia faz vendas de celulares caírem 8,7% no 1º tri

Pandemia faz vendas de celulares caírem 8,7% no 1º tri

Londrina | 03-07-2020 22:15

Primeiro semestre fecha com queda recorde de 35% na inadimplência no comércio

Primeiro semestre fecha com queda recorde de 35% na inadimplência no comércio

Economia | 03-07-2020 19:50

Ipea diz que efeitos da pandemia tendem a persistir sobre mercado de trabalho

Ipea diz que efeitos da pandemia tendem a persistir sobre mercado de trabalho

Economia | 03-07-2020 19:25

Guedes: Vamos entrar com aumento de imposto sobre dividendos

Guedes: Vamos entrar com aumento de imposto sobre dividendos

PUBLICIDADE