Alimentos in natura puxam aceleração de preços no atacado na 1ª prévia do IGP-M

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 09/06/2017 às 09:00

Os preços dos alimentos in natura no atacado foram os principais responsáveis pela aceleração do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) na primeira prévia de junho. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou nesta sexta-feira, 9, que o IGP-M recuou 0,51% na primeira prévia de junho, após uma redução de 0,89% na primeira prévia de maio.

O IPA-M acelerou de -1,37%, na primeira prévia de maio, para -1,07%, na primeira prévia de junho. Segundo a FGV, contribuiu para esse movimento o subgrupo "alimentos in natura", cuja taxa passou de -2,28% para 3,09%.

Os maiores impactos de alta no IPA-M foram o feijão (em grão), que acelerou de -2,94% na primeira prévia de maio para +52,57% na primeira prévia de junho, e a soja (em grão), que passou de 0,74% para 2,21%.



Relacionados

Economia | 18-08-2018 10:10

Ministro dos Transportes defende prorrogar contratos de concessão de ferrovias

Ministro dos Transportes defende prorrogar contratos de concessão de ferrovias

Economia | 18-08-2018 09:05

Petrobras ataca plano da ANP para diesel

Petrobras ataca plano da ANP para diesel

Economia | 18-08-2018 08:05

Correios vão lançar o "über da entrega"

Correios vão lançar o "über da entrega"

Economia | 17-08-2018 13:26

Consórcio mineiro arremata Hospital Evangélico e faculdade por R$ 259 milhões

Consórcio mineiro arremata Hospital Evangélico e faculdade por R$ 259 milhões

PUBLICIDADE