Economia

Economia

Após acordo que atrasa votação de reforma em 1 semana, Ferraço lê parecer


O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) iniciou no fim do período da manhã desta terça-feira, 30, a leitura do parecer sobre o projeto da reforma trabalhista que tramita na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado. A apresentação acontece após acordo entre governistas e oposição para que a discussão sobre o tema continue nesta semana e a votação do projeto ocorra apenas na próxima terça-feira na CAE.

Originalmente, o calendário previa votação nesta terça. Ou seja, o calendário foi atrasado em uma semana.

O documento de 74 páginas produzido por Ferraço confirma a estratégia de avançar com o texto no Senado sem alterar o projeto aprovado na Câmara. Para incluir as alterações sugeridas pelos senadores, o parecer de Ferraço sugere ajustes fora da Casa - com a necessidade de atuação do Palácio do Planalto.

"Concertamos junto ao Poder Executivo que alguns itens da proposta em tela devem ser vetados, podendo ser aprimorados por meio da edição de medida provisória que contemple ao mesmo tempo o intuito do projeto aprovado na Câmara dos Deputados e o dever de proteção externado por muitos parlamentares", cita o parecer divulgado por Ferraço.


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina