Economia

Economia

Bolsas da Europa fecham em alta, com foco em balanços e nos preços do petróleo


Os mercados acionários europeus fecharam em alta nesta quarta-feira, 19, impulsionados por balanços corporativos positivos na região, além de uma alta nos preços do petróleo, que influenciou positivamente companhias de energia. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,77% (+2,96 pontos), aos 385,54 pontos.

Em um dia de agenda escassa de indicadores e de eventos, as bolsas europeias se atentaram ao noticiário corporativo, com o início da temporada de balanços. Ações de companhias de tecnologia apresentaram bom desempenho no pregão desta quarta-feira, mantendo o impulso ascendente visto desde o início do ano.

O segmento de bens de consumo também registrou ganhos no pregão desta quarta, depois que a Electrolux apresentou resultados positivos referentes ao segundo trimestre deste ano. Com isso, os papéis da companhia sueca fecharam em alta de 3,01%.

Os preços do petróleo, que aceleraram o movimento de alta, após o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) relatar uma queda maior que a esperada nos estoques de petróleo nos Estados Unidos, fizeram com que ações de companhias de energia se valorizassem. Em Londres, o índice FTSE-100 avançou 0,55%, aos 7.430,91 pontos, com a BP avançando 0,11% e a Royal Dutch Shell ganhando 0,46%.

Em Paris, o índice CAC-40 fechou em alta de 0,83%, aos 5.216,07 pontos. Ações de energia e ligadas a commodities registraram os maiores ganhos na praça francesa, com a ArcelorMittal subindo 2,55% e a Engie avançando 2,33%. Os investidores, agora, aguardam a decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), a ser divulgada nesta quinta-feira (20).

O índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, ganhou 0,17%, aos 12.452,05 pontos. Enquanto ações de instituições financeiras, como o Commerzbank (-2,81%), pesaram no índice, a E.ON subiu 0,74% e a Bayer avançou 1,09%. A Daimler fechou em queda de 0,05%, após ter anunciado um recall de 3 milhões de veículos.

Em Milão, o índice FTSE-Mib fechou em alta de 0,57%, na máxima do dia, aos 21.478,95 pontos. Os bancos apresentaram posições distintas, com o Intesa Sanpaolo em queda de 0,49% e o Unicredit em alta de 0,90%. O Banco BPM, por sua vez, fechou inalterado. A Fiat Chrysler também registrou avanço nesta quarta-feira, com alta de 1,36%.

O índice Ibex-35, da Bolsa de Madri, ganhou 0,60%, aos 10.588,10 pontos, também fechando na máxima do dia. Já em Lisboa, o índice PSI-20 destoou das demais praças e recuou 0,11%, aos 5.302,36 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina