Bolsas da Europa fecham sem direção única

Redação Tarobá News
Economia | Publicado em 31/05/2017 às 14:20

Os mercados acionários europeus fecharam sem direção única nesta quarta-feira, 31, influenciados pela queda nos preços do petróleo, dados econômicos da zona do euro e pela incerteza política na região, de olho nas eleições gerais britânicas, que ocorrem em pouco mais de uma semana.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,13% (-0,51 pontos), a 389,99 pontos.

Entre os indicadores divulgados nesta quarta-feira, a taxa de desemprego da zona do euro caiu de 9,4% em março (dado revisado) para 9,3% em abril, segundo a Eurostat, agência oficial de estatísticas da União Europeia. O resultado veio abaixo da previsão dos analistas, de 9,4%. Além disso, os investidores mantiveram no radar a leitura preliminar do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) do mês de maio, que registrou o menor nível do ano, tendo subido 1,4% na comparação anual de maio, desacelerando significativamente em relação ao aumento de 1,9% observado em abril, de acordo com a Eurostat.

Além dos indicadores, os investidores se atentaram à queda dos preços do petróleo, que chegaram a cair mais de 3%, com relatos de que a Líbia aumentou sua produção para cerca de 500 mil barris por dia, ante 300 mil barris por dia durante 2016. Com isso, companhias ligadas ao setor de energia perderam força em solo europeu. Já as eleições gerais do Reino Unido, marcadas para 8 de junho, também ficaram no radar, com o Partido Conservador, da premiê britânica Theresa May, ampliando vantagem sobre o Partido Trabalhista, de acordo com pesquisas do instituto Kantar e do PanelBase.

Em Londres, o índice FTSE-100 fechou em baixa de 0,09%, aos 7.519,95 pontos. Com a queda do petróleo, a BP recuou 1,14% e a Royal Dutch Shell baixou 0,71%. Entre os bancos, o Lloyds perdeu 0,75%, mas o Barclays teve alta de 0,38%.

Na Alemanha, as vendas no varejo caíram 0,2% em abril ante março, no cálculo com ajustes sazonais feito pela agência de estatísticas do país, a Destatis. Já a taxa de desemprego caiu de 5,8% em abril para 5,7% em maio, no menor nível da série histórica, iniciado em janeiro de 1992. Com isso, o índice DAX, da Bolsa de Frankfurt, fechou em alta de 0,13%, aos 12.615,06 pontos, com o Commerzbank subindo 1,35% e a Lufthansa avançando 0,61%.

Em Paris, o índice CAC-40 recuou 0,42%, a 5.283,63 pontos, fechando na mínima do dia. Entre os bancos, o Société Générale caiu 4,78% e o Crédit Agricole perdeu 1,02%. Já em Milão, o índice FTSE-MIB teve queda de 0,40%, aos 20.731,68 pontos, com o recuo de 1,77% do Unicredit e de 2,67% do Banco BPM.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 0,03%, aos 10.880,00 pontos. Já o índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, avançou 0,19%, aos 5.289,98 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)



Relacionados

Economia | 16-07-2018 09:55

IPCA para 2018 cai de 4,17% para 4,15%, revela Focus

IPCA para 2018 cai de 4,17% para 4,15%, revela Focus

Economia | 16-07-2018 09:45

Alta do PIB de 2018 cai de 1,53% para 1,50%, aponta Focus

Alta do PIB de 2018 cai de 1,53% para 1,50%, aponta Focus

Economia | 16-07-2018 09:05

IBC-Br cai 3,34% em maio ante abril, com ajuste, revela BC

IBC-Br cai 3,34% em maio ante abril, com ajuste, revela BC

Economia | 16-07-2018 08:55

Energia elétrica pressiona inflação ao consumidor no IGP-10 de julho

Energia elétrica pressiona inflação ao consumidor no IGP-10 de julho

PUBLICIDADE