Celular de Guedes foi hackeado, diz assessoria; pasta pede investigação da PF

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 23/07/2019 às 12:30

A assessoria do Ministério da Economia afirmou na noite desta segunda-feira, 22, que o celular do ministro Paulo Guedes foi hackeado. Em mensagem distribuída a jornalistas em um grupo oficial da pasta, a assessoria pediu que mensagens vindas do número de Guedes e de outras pessoas do gabinete sejam desconsideradas.

O ministério enviará um ofício ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, solicitando que a Polícia Federal investigue a possível invasão do telefone de Guedes.

Vários jornalistas receberam mensagens e ligações em nome do ministro por meio do aplicativo Telegram na noite desta segunda-feira. "O Ministério da Economia ressalta que o ministro nunca teve conta nesse serviço e pede para que desconsiderem qualquer mensagem recebida do número antigo do ministro, que já será desativado", acrescentou a pasta.



Relacionados

Economia | 10-12-2019 09:00

Indicador de desemprego (ICD) avança 3,1 pontos em novembro ante outubro, diz FGV

Indicador de desemprego (ICD) avança 3,1 pontos em novembro ante outubro, diz FGV

Economia | 10-12-2019 07:10

Governo quer vale-creche no Bolsa Família

Governo quer vale-creche no Bolsa Família

Cascavel | 10-12-2019 07:07

Apostas de Cascavel e Canal Eletrônico dividem prêmio da Lotofácil

Apostas de Cascavel e Canal Eletrônico dividem prêmio da Lotofácil

Economia | 09-12-2019 18:40

Dólar tem sexta queda seguida e recua para R$ 4,12, menor nível em um mês

Dólar tem sexta queda seguida e recua para R$ 4,12, menor nível em um mês

PUBLICIDADE