Economia

Economia

Demanda doméstica sobe 1,96% em junho ante junho de 2016, revela Abear


A aviação doméstica brasileira registrou em junho um crescimento de 1,96% na demanda por voos em comparação com o mesmo mês de 2016, o que corresponde ao quarto mês consecutivo de crescimento no indicador, de acordo com informações divulgadas nesta terça-feira, 25, pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear).

A entidade, que apresenta a estatística com base no desempenho de suas associadas (Avianca, Azul, Gol e Latam), ainda informa que a oferta por voos domésticos recuou 0,68% na mesma base de comparação. "Ninguém gosta de reduzir a oferta, as empresas do setor estão bem atentas para manter a oferta alinhada com o comportamento de custos e do consumidor. Já estamos no quarto mês seguido em alta, mas os crescimentos ainda são muito pequenos e alinhados", explicou o presidente da entidade, Eduardo Sanovicz.

Com a demanda crescendo em um ritmo superior à oferta, a taxa de ocupação dos voos domésticos em junho deste ano cresceu 2,08 pontos porcentuais (p.p.) ante o mesmo mês de 2016, chegando a 80,24%. A entidade considera o número "saudável para a indústria em termos de eficiência".

No total, as companhias aéreas transportaram, juntas, 6,944 milhões de passageiros no segmento doméstico no mês passado, número 3,70% maior do que o verificado no mesmo período de 2016.

Em termos de participação de mercado (market share), a Gol se manteve na liderança no segmento doméstico no mês, com 35,39%, seguida pela Latam, com 32,85%. A Azul ficou em terceiro, com 18,28% de market share, enquanto a Avianca Brasil registrou participação de 13,49%.

Semestre

No primeiro semestre do ano, a oferta doméstica apresentou um ligeira queda de 0,14% ante o mesmo período de 2016, enquanto a demanda doméstica cresceu 1,06% na mesma base de comparação. Com isso, a taxa de ocupação no primeiro quadrimestre deste ano melhorou 0,96 p.p. ante o ano passado, para 80,31%. O total de passageiros transportados no período chegou a 43,3 milhões, com crescimento de 0,52%.


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina