Mercado passa a projetar 3 cortes consecutivos da Selic a partir de setembro

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 17/06/2019 às 10:25

Em um ambiente de forte queda nas projeções para a atividade econômica, os economistas do mercado financeiro passaram a projetar três cortes consecutivos da Selic (a taxa básica de juros) ainda em 2019, a partir de setembro.

Dados do Sistema de Expectativas de Mercado do relatório Focus, divulgados nesta segunda-feira, 17, mostram que a Selic deve cair de 6,50% para 6,25% ao ano em setembro. Depois, ela deve recuar a 6,00% em outubro e a 5,75% em dezembro deste ano.

As projeções do mercado são de que, após estes três cortes, a taxa básica deve permanecer em 5,75% ao ano até maio de 2020. Depois disso, um novo ciclo começaria, desta vez de alta da Selic, que atingiria 6,00% em junho de 2020, 6,13% em agosto de 2020, 6,38% em setembro de 2020 e 6,50% em outubro de 2020.

O sistema ainda não permite a observação dos patamares mensais da Selic para além de novembro de 2020.

Considerando as projeções para os finais de ano, porém, é possível verificar que os economistas esperam que a Selic encerre 2020 em 6,50% ao ano.



Relacionados

Santa Fé | 17-07-2019 15:25

Bolsonaro exalta modernização do Mercosul 'sem viés ideológico'

Bolsonaro exalta modernização do Mercosul 'sem viés ideológico'

Economia | 17-07-2019 14:35

FMI: Brasil deve atuar com limitada intervenção no câmbio ante volatilidade

FMI: Brasil deve atuar com limitada intervenção no câmbio ante volatilidade

Santa Fé | 17-07-2019 14:15

Argentina estudará mudanças para criação de moeda única do Mercosul, diz ministro

Argentina estudará mudanças para criação de moeda única do Mercosul, diz ministro

Economia | 17-07-2019 11:05

Governo muda de tática para vender Eletrobrás

Governo muda de tática para vender Eletrobrás