Na pandemia, consumidores priorizam pagamento de despesas básicas, diz pesquisa

Estadão Conteúdo
Economia | Publicado em 22/05/2020 às 12:05

A perda de renda em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus tem feito consumidores brasileiros priorizarem o pagamento das despesas domésticas mais básicas, segundo revela pesquisa da Boa Vista. Das cerca de 450 pessoas ouvidas pelo instituto, 43% dizem que preferem pagar primeiro contas relacionadas a consumos indispensáveis. Entre elas, as contas de luz (72%) e energia (63%) foram as mais citadas como prioridades, seguidas de TV a cabo e internet (42%) e contas de gás (40%).

Em último, apenas 17% dos consumidores citaram as despesas com telefone fixo.

Em segundo lugar, a prioridade de 30% dos entrevistados são as contas por boleto, como as de aluguel domiciliar (33%), planos de saúde (33%), condomínio (25%), educação (19%) e impostos como IPVA e IPTU (ambos com 17% das citações). Neste mesmo segmento de gastos, 15% dos consumidores citaram o seguro de automóveis e 7% disseram que o plano de previdência privada é a prioridade de pagamento.

Abaixo das duas primeiras categorias, o pagamento de cartão de crédito reuniu 13% das menções dos entrevistados. Menos priorizados pelos consumidores neste momento, financiamentos, empréstimos e crediários tiveram apenas 8%, 5% e 1% das citações, respectivamente.

A pesquisa feita pela Boa Vista colheu depoimentos de consumidores de todo o Brasil entre os dias 9 e 15 de abril. Segundo a instituição, o levantamento tem margem de erro de três pontos porcentuais, para mais ou para menos, e grau de confiança de 80%.



Relacionados

Economia | 23-05-2020 20:23

Somando parcelas 1 e 2 do auxílio-emergencial, Caixa diz ter pago R$ 60 bi

Somando parcelas 1 e 2 do auxílio-emergencial, Caixa diz ter pago R$ 60 bi

Economia | 23-05-2020 16:51

São 2,1 milhões de beneficiados por programa de preservação de emprego, diz Caixa

São 2,1 milhões de beneficiados por programa de preservação de emprego, diz Caixa

Economia | 23-05-2020 16:51

Há no mínimo 3 semanas não há filas nas agências da Caixa, diz Guimarães

Há no mínimo 3 semanas não há filas nas agências da Caixa, diz Guimarães

Economia | 23-05-2020 12:10

Ilegal no exterior faz fraude para receber os R$ 600

Ilegal no exterior faz fraude para receber os R$ 600

PUBLICIDADE