Economia

Economia

Taxas futuras de juros recuam com investidor à espera do Copom


As taxas futuras de juros recuam desde a abertura da sessão desta quarta-feira, 31, alinhadas ao dólar, em meio à espera dos investidores pela decisão do Comitê de Política Monetária do banco Central, a partir das 18 horas.

Segundo Paulo Petrassi, sócio-gestor da Leme Investimentos, diante dos fundamentos, com inflação baixa na esteira da economia fraca, o mercado enxerga mais chance de uma surpresa com um corte de 1,25 ponto porcentual do que de 0,75pp. "Mas a política atrapalha e isso deve levar o Copom a ser mais conservador e cortar 1 ponto", comentou.

Às 9h35, o DI para janeiro de 2018 marcava 9,305%, de 9,310% no ajuste de terça. O DI para janeiro de 2019 estava em 9,35%, de 9,36%. O DI para janeiro de 2021 exibia 10,37%, de 10,42% no ajuste de terça.


Selecione sua cidade

Cascavel | Londrina