Linha 4

Publicidade

Vereador sugere Lei Antivadiagem para pessoas em situação de rua em Londrina

Redação Tarobá News

A Câmara de Londrina aprovou uma indicação, na última terça-feira (16), proposta pelo vereador Santão para que se crie a Lei Antivadiagem. O parlamentar sugere ao prefeito que se proíba a destinação de recursos públicos para pessoas em situação de rua que se neguem a receber assistência do município por meio de casas de apoio. A indicação foi aprovada com 11 votos favoráveis, cinco contrários e três abstenções

Segundo o vereador, funcionários públicos e moradores de diversos locais da cidade reclamam da falta de segurança gerada por pessoas em situação de rua. “Funcionários públicos, principalmente das UPAs, e também pessoas de bem, vieram me procurar reclamando da falta de segurança que esses moradores de rua que não querem nenhum tipo de regramento tem oferecido contra essas pessoas. Eles tem tido casas furtadas e estabelecimentos comerciais também, as UPAs tem ficado lotadas pelos moradores de rua, e são aqueles que não querem regramento algum“, afirmou.

O vereador defende, ainda, que não haja destinação de recursos públicos para pessoas em situação de rua que sejam usuárias de drogas. “A prefeitura de Londrina paga até mais de 2.300 reais por mês para casas de apoio para que essas pessoas possam estar dormindo nessas casas. Outro objetivo é que a prefeitura não dê dinheiro a pessoas que são usuárias de droga”, disse.

A indicação causou grande debate na última sessão da Câmara. A vereador Lenir de Assis é contrária à proposta e ressalta que a população em situação de rua em Londrina ultrapassa mil pessoas e que muitas casas de apoio e outras entidades oferecem assistência sem receber apoio da prefeitura.

O vereador Matheus Thum, também contrário à indicação, solicitou ao vereador que na indicação seja revisto o uso do termo “vadiagem”.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.