Cotrans reconhece e aplaude os profissionais que se dedicam a salvar vidas

Redação Tarobá News
Trânsito | Publicado em 27/05/2020 às 17:21

Órgãos de segurança e de trânsito que integram o Cotrans (Comitê Intersetorial de Trânsito)/PVT (Programa Vida no Trânsito) prestaram uma homenagem hoje (27) aos profissionais que atuam na rede de saúde de Cascavel e que salvam, diariamente, vidas, principalmente vítimas do trânsito, e aos que neste momento, também estão na linha de frente de combate à Covid-19. A ação fez parte do Movimento Maio Amarelo, que todo ano enfoca a conscientização da sociedade visando à preservação da vida e à redução de mortes no trânsito.

O Cotrans considerou importante demonstrar este apoio ao trabalho dos profissionais da saúde, que além das urgências e emergências, estão sobrecarregados neste momento com as dificuldades e inseguranças trazidas pela pandemia do coronavírus, somadas à rotina de todas as demais demandas hospitalares.

Para representar a rede, foram escolhidas três instituições: uma pública municipal, uma pública estadual e uma privada. O comboio de viaturas com giroflex ligado começou a “operação homenagem” pela UPA Tancredo Neves. Participaram a Cettrans/Transitar, a PM, a PRF, a PRE, o Corpo de Bombeiros e GM, além de demais entidades que integram o Cotrans. Da UPA, o grupo seguiu para o HUOP (Hospital Universitário do Oeste do Paraná) e de lá, para o Hospital São Lucas.

Em cada unidade, membros do Cotrans se posicionaram em frente ao grupo de profissionais da saúde. O inspetor da PRF (Polícia Rodoviária Federal) explicou o objetivo da ação, lembrando que este reconhecimento é indispensável, uma vez que esses profissionais têm contribuído para Cascavel ser referência e alcançar a meta diária de reduzir as mortes por acidentes no trânsito. A explanação foi encerrada com aplausos calorosos.

“O Cotrans enfoca o tripé prevenção de acidentes com educação de trânsito e ações para evitar ocorrências; com investimento na questão de engenheira, infraestrutura e sinalização, apontando melhorias para evitar novos acidentes e na fiscalização”, explicou Félix.

Emoção e boa receptividade

A equipe da UPA Tancredo enviou ofício registrando o agradecimento pela atitude do Cotrans, informando que a homenagem serve de estímulo ao trabalho da direção e funcionários, que apoiam o Maio Amarelo.

No Hospital São Lucas, a técnica de enfermeira Juceli Cardoso falou pelo grupo e, emocionada, disse que a homenagem é uma forma é recíproca entre os profissionais, pois “também devemos reconhecer os profissionais da segurança, os socorristas, pois eles estão na linha de frente, fazendo o primeiro contato com as vítimas. Achei lindo, porque é uma gratificação grande estar aqui oferecendo o melhor, com conforto e carinho a quem precisa. Não basta só fazer o trabalho, se a gente não se dedicar e oferecer a atenção que o paciente precisa”.

Trabalho permanente para reduzir vítimas

“Vivemos constantemente buscando alcançar a meta da OMS, que é reduzir o número de mortes no trânsito”, segundo Félix. Ele lembrou que esta meta já foi superada em Cascavel, mas ela precisa ser perseguida constantemente, uma vez que a cidade está em franco desenvolvimento.

“Em 2012, por exemplo, registramos 136 pessoas mortas na circuncisão de Cascavel por acidentes de trânsito. Esse número caiu para 46 em 2018. Isso nos faz concluir que estamos no caminho certo, mas o trabalho é sempre perseguir a meta”, disse o inspetor.

Para o diretor geral do HUOP, Rafael Muniz de Oliveira, o reconhecimento veio em boa hora, pois estimula quem está diariamente na linha de frente de todas as urgências e emergências e, ao mesmo tempo, chama atenção à sociedade. “É uma mobilização que chama atenção para um assunto tão especial que é a proteção da vida; somos porta aberta para traumas e acidentes de trânsito e, isso, faz diferença para nós, porque sensibilizando a população, reduz-se o número de acidentes e, consequentemente, de pacientes politraumatizados, podendo dar maior atenção às demais enfermidades”.

Segundo Rafael, Cascavel tem feito o dever de casa em educação de trânsito. “Desde que vim morar aqui, em 2012, avalio com bons olhos este trabalho; nota-se um aumento gradativo, principalmente nos últimos anos, o que tem feito a diferença para a rede hospitalar”.

Assessoria 



Relacionados

Cascavel | 06-07-2020 13:20

Motociclista fica ferida ao ser atingida por Montana no Cancelli

Motociclista fica ferida ao ser atingida por Montana no Cancelli

Cascavel | 06-07-2020 12:49

Colisão entre carro e moto deixa uma pessoa gravemente ferida na PR 184

Colisão entre carro e moto deixa uma pessoa gravemente ferida na PR 184

Cascavel | 06-07-2020 11:27

Após colisão, Hyundai capota no Parque São Paulo

Após colisão, Hyundai capota no Parque São Paulo

Marialva | 06-07-2020 10:22

Três mulheres morrem em colisão entre carro e ônibus no Paraná

Três mulheres morrem em colisão entre carro e ônibus no Paraná