Streaming conquista a internet com diversas plataformas e conteúdos

Redação Tarobá News
Vida digital | Publicado em 23/09/2019 às 13:26

Photo by Gadini/Pixabay

Na última década o streaming conquistou de vez a internet e se firmou como uma das principais opções de entretenimento para diversas faixas etárias. Com o lançamento iminente de diversas plataformas e conteúdo cada vez mais diversificado, o futuro dessa mídia promete uma expansão ainda maior.

Netflix e outros gigantes já se estabeleceram no mercado, mas chegada de novas plataformas deve aumentar concorrência

Atualmente serviços como Netflix e Amazon Prime dominam o mercado com respectivamente 140 e 100 milhões de usuários espalhados ao redor do mundo. Só no Brasil a Netflix conta com mais de 8 milhões de assinantes, que contam com acesso a séries e filmes clássicos como Grey’s Anatomy e A Princesa Prometida, assim como conteúdo original como Bird Box, Dark e The Umbrella Academy.

Para se ter uma ideia do tamanho e importância da empresa por aqui, basta mencionar que, de acordo com dados da Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), o número total de assinantes das Operadoras nacionais se encontra em torno de 17,5 milhões.  

Uma única plataforma conseguir metade desses usuários no país é um feito notável.  Somando a isso o fato de que há uma tendência clara de queda de assinaturas de TV (foram mais de 550 mil cancelamentos de assinaturas apenas entre 2017 e 2018) fica claro que os serviços de streaming são uma opção cada vez mais atraente para o público brasileiro.

Photo by Gadini/Pixabay License

No momento o mercado parece consolidado, mas o lançamento de novas plataformas como a Disney+ deve aquecer o setor e ampliar a concorrência. O serviço será lançado em cinco mercados (Estados Unidos, Canadá, Holanda, Austrália e Nova Zelândia) a partir de 12 de novembro de 2019 e está com a chegada em outros países, incluindo o Brasil, programada para os próximos dois anos.

Mesmo com a data de lançamento relativamente distante, os fãs brasileiros já podem se cadastrar no site da plataforma para ter acesso a atualizações, ofertas especiais e todo tipo de informação relacionada as empresas e novos programas do conglomerado Disney.

De acordo com a empresa, o preço do serviço será diferente de acordo com o país e programas oferecidos. Na Austrália, Nova Zelândia e Canadá ele custará respectivamente US$ 6, US$ 8 e C$ 8,99. Já nos Estados Unidos, o pacote deve custar US$ 6,99 apenas para o Disney+ e US$ 13 caso o usuário também queira ter acesso a ESPN e a Hulu. A assinatura do pacote representa um desconto de 28% e os assinantes podem economizar ainda mais se fecharem planos anuais (uma opção que ainda não está disponível na Netflix).

Vale ressaltar que o Disney+ transmitirá com exclusividade todo o amplo catálogo da companhia, assim como todas as produções da Pixar (Os Incríveis), Marvel (Vingadores), Star Wars e National Geographic. O que significa que outras empresas deixarão de transmitir esse conteúdo quando o serviço for lançado.

Para completar, o novo serviço também será a casa de diversos filmes e shows relacionados aos seus universos cinematográficos e a única plataforma com todos os sucessos recentes da companhia, como Aladdin e Vingadores: Ultimato, e seus futuros lançamentos, como Star Wars: A Ascensão de Skywalker e Frozen 2.

Além do Disney+, outros serviços como HBO GO, NBC Universal e WarnerMedia devem expandir seus negócios ou surgir no mercado nos próximos anos, o que aumentará ainda mais a competição pelos usuários.

Photo by Global Panorama


Twitch mantém liderança do streaming de e-Sports, games e poker, mas lançamento de Mixer da Microsoft pode aquecer o setor

Enquanto o serviço de streaming de vídeos já conta com pelo menos duas grandes plataformas (Netflix e Amazon Prime) disputando o mercado, atualmente o streaming de e-Sports, games de maneira geral e poker é dominado pelo Twitch.

Criado em 2011, a audiência da plataforma superou os números do horário nobre da TV americana em 2014. Pouco tempo depois ela foi vendida para a Amazon por cerca de 1 bilhão de dólares e desde então tem acumulado inúmeros recordes, tanto no quesito de número de usuários quanto em relação a dados de visualização.

Em 2018, o Twitch já contava com três milhões de streamers ativos no serviço, com cerca de 500 mil deles realizando transmissões diárias. Em 2019, a audiência da plataforma ultrapassou 185 milhões de usuários ao redor do mundo, mais de 1 milhão de pessoas conectadas simultaneamente e cerca de 434 bilhões de minutos assistidos.

Os principais streamers assistidos da plataforma são “Shroud”, “TSM_Myth” e “Tfue”, respectivamente com 4,75, 4,47 e 3,38 milhões de seguidores. O foco principal dos três é o game Fortnite, mas o primeiro colocado também transmite partidas de outros títulos.

Vale mencionar que há pouco tempo o maior streamer do Twitch era o canal “Ninja” que também é especializado em Fortnite, mas o competidor recentemente mudou para a nova plataforma Mixer. Isso pode ser um indicativo do futuro crescimento desse novo serviço, mas ainda não há dados concretos sobre o aumento do número de usuários.

O Twitch também é a principal plataforma para eventos de games e torneios de e-Sports. A E3 de 2018 contou com quase 3 milhões de espectadores, enquanto o Mundial de League of Legends atraiu 1,1 milhão e o renomado The International de DOTA 2 terminou com 736,2 mil.

Além de transmissões de games e competições de e-Sports, outro setor que ficou muito popular no Twitch é o poker e o esporte das cartas conta com diversos streamers profissionais que transmitem desde as regras básicas até estratégias de poker avançadas.

Apesar de não contar com uma base de entusiastas tão grande quanto os outros setores, a comunidade de poker impressiona e os principais canais da modalidade possuem um grande número visualizações.

Os principais streamers do serviço e seus respectivos números de visualizações são Jason "jcarverpoker" Somerville (18.368.330), Jaime "pokerstaples" Staples (6.797.547), Parker "tonkaaaaP" Talbot (4.928.452), Felix "xflixx" Schneiders (3.016.752) e Lex Veldhuis (2.949.971).

Cada um deles conta com estilos diferentes de transmissão, por exemplo, Somerville e Staples focam no ensino de técnicas de uma maneira mais séria enquanto Talbot foca no humor e entretenimento. Ainda assim, todos contam com centenas de milhares de seguidores e oferecem dicas valiosas para qualquer interessado nesse esporte da mente.

De acordo com a Confederação Brasileira de Texas Hold’em (CBTH), já são mais de 10 milhões de praticantes e entusiastas do poker no país e os números não param de crescer, o que significa que o possível público desse tipo de transmissão ainda tem muito espaço para crescer por aqui.

Futuro promissor para o setor de streaming                                 

Com novas empresas ingressando no mercado e um número enorme de potenciais consumidores espalhados pelo Brasil e resto do mundo, o futuro do streaming não poderia ser mais promissor e o setor deve crescer ainda mais nos próximos anos.



Relacionados

Cascavel | 22-10-2019 10:29

Hackathon das Engenharias desenvolve soluções inovadoras para o setor

Hackathon das Engenharias desenvolve soluções inovadoras para o setor

Vida digital | 20-10-2019 15:15

Rapaz veste roupa de Homem-Aranha para fazer pedido de namoro

Rapaz veste roupa de Homem-Aranha para fazer pedido de namoro

Cascavel | 17-10-2019 09:32

Tudo pronto para o primeiro Hackathon das Engenharias em Cascavel

Tudo pronto para o primeiro Hackathon das Engenharias em Cascavel

Curitiba | 07-10-2019 09:54

Educação disponibiliza ferramenta online para matrículas

Educação disponibiliza ferramenta online para matrículas