Fim da semana 5 do CBLOL! Confira os resultados

Redação Tarobá News
01/07/2019 08:49
Tabela Parcial – Semana 5 (Divulgação: Riot Games)

Foi um desfecho bastante surpreendente para a Semana 5. Favoritismos ficaram apenas no papel, em quase todas as partidas: a KaBuM abriu a rodada sendo derrotada por uma INTZ decisiva, em sua melhor partida nesta Etapa. Na sequência, a Uppercut venceu a paiN com um jogo dominante. Prosseguimos com a vitória surpreendente da CNB para cima do Flamengo, e a oNe bateu a Redemption no último jogo do dia.

INTZ e-Sports Club 1 x 0 KaBuM! E-SPORTS

Aparentemente, ficar no banco no sábado (29) fez muito bem ao Tay. Renovado e com muito sangue nos olhos, o Topo da INTZ fez de tudo na partida, começando com um Teleporte incrível na rota inferior. Seu Vladimir coletou dois abates e acelerou sua entrada no jogo. Aproveitando isso, a INTZ mudou seu planejamento - Shini (Gragas) deu as mãos ao top laner, que também conquistou um abate solo sobre Wizer (Riven), e morou na rota superior. Shini tirou o Flash do sul-coreano, fingiu que sairia, voltou e forçou o dive. Pouco depois, Arauto, mais um dive e a T2 ficou por um fio. Aí, Tay já estava impossível de ser parado. A KaBuM! até conquistou um abate sobre o Sanguinário Escarlate, mas a um preço muito grande - foram muitos recursos gastos, e a INTZ ainda venceu a luta. A última tentativa da KBM foi uma mistura de bait e pickoff: Quando o Barão estava vivo, controlaram a visão da selva superior e deixaram Duds (Kalista) no bot. Tentaram pegar Shini, mas o Caçador Intrépido estava esperto e desviou. Seu time revidou de imediato e saiu com o bônus. A partir daí, foi organizar o mapa e partir para a vitória.

Uppercut Esports 1 x 0 paiN Gaming

Parecia que a paiN finalmente quebraria a sequência de derrotas que vem enfrentando, mas ficou no quase. Ayel (Akali) sofreu bastante para Fitz (Rumble) nos níveis iniciais, mas reverteu a match-up uma vez que conquistou sua ult e avançou sua itemização. Rolou abate solo, teve eliminação com o auxílio de Minerva (Gragas) - tudo encaminhado para que o snowball acontecesse a partir do Topo. A pressão nas rotas laterais começou a se intensificar, mas na hora de se unir e avançar como uma unidade, a paiN falhou. Ayel foi fundo demais, foi neutralizado por Anyyy (Azir) e os Cangurus se agarraram a essa oportunidade com unhas e dentes. Foram ao Dragão Infernal, garantiram o bônus e lutaram de forma excepcional, destruindo a contestação da paiN com um excelente combo de ults do Jarvan e Rumble. Com três abates, partiram ao Barão e também ficaram com o Nashor, mais uma vez aniquilando os Tradicionais quando eles tentaram contestar. A partir daí, só deu Uppercut, que não pisou no freio até destruir o Nexus. A decisividade para encerrar o jogo foi muito bonita de assistir - por outro lado, a falta de reação da paiN é preocupante.

Flamengo eSports 0 x 1 CNB Esports club

O Flamengo foi com uma composição um pouco diferente, com Swain e Pyke na rota inferior. A tática era voltada para criar um efeito bola de neve - a sinergia de ambos era forte, com muitos mecanismos feitos para puxar os oponentes. Havia um grande potencial de abate, mas não foi muio bem executado. Os Rubro-Negros erraram bastante mecanicamente. Por outro lado, pbO (Ezreal) sobrou e acertou demais, conquistando eliminações usando a Barragem Incendiária a grandes distâncias. Houve um sopro de esperança para o FLA quando os Urubus garantiram dois pickoffs importantíssimos: Aslan (Azir) e pbO foram eliminados e o Barão ficou para os Rubro-Negros. Entretanto, não foi criada uma vantagem significativa. A CNB se defendeu bem, e a volta foi avassaladora. Aslan e pbO se mantiveram bem seguros nas lutas, e sempre faltava um pouquinho de dano para o Flamengo. Decisiva, a CNB venceu um combate, garantiu o Barão e marchou sobre a base adversária. Derrubaram as duas torres de Nexus e foram forçados a recuar, mas a próxima investida foi fatal.

Team oNe e-Sports 1 x 0 Redemption W7M

A Team oNe se inspirou no lançamento do TFT e fez um Draven três estrelas - Luskka ficou extremamente forte nesse jogo! Apesar disso, o começo foi um pouco complicado. 4LaN (Olaf) tentou um invade no Vermelho adversário, mas ficou vendido no lance e sofreu o First Blood. De forma geral, a partida estava melhor para a Redemption no early, mas os Dourados conquistaram Dragões Infernais importantíssimos: o primeiro, 4LaN garantiu sozinho, na surdina, enquanto o segundo foi fruto de uma grande luta. A RDP buscou acelerar com o Arauto no bot, mas a Team oNe encontrou uma resposta incrível com um Teleporte do Klowny (Neeko), e Luskka conquistou seu primeiro abate. Fora os 300 de ouro habituais, o bônus foi de 615. Nesse ponto, o jogo virou. O Draven ficou fora de controle e começou a rodar o mapa distribuindo seu dano. A Redemption não conseguia encostar nele - era derretida antes disso. Mais um Dragão Infernal a favor dos Golden Boys, além do bônus do Barão, foi para fechar a conta.

PUBLICIDADE