Linha 4

Publicidade

Defesa Civil dá dicas de como agir em ataques de abelhas

Redação Tarobá News

Depois da morte de quatro cachorros nos últimos dias por conta de ataques de abelhas, a Defesa Civil concedeu entrevista ao Jornal Tarobá 1ª Edição, sobre como agir em casos de ataques desses insetos.

Segundo Márcio Ribeiro, Coordenador da Defesa Civil de Cascavel, nos casos de instalação de colmeias de abelhas para a criação e produção de mel, primeiramente deve ser respeitado o processo de instalação dos insetos, que dura algumas horas. É recomendado que seja mantido distância do local, que os animais sejam presos, assim como as janelas fechadas, e principalmente, não fazer barulho ou fumaça. Se as abelhas sentirem agredidas, elas vão revidar e atacar. A maioria dos casos de ataques na cidade foram por ações indevidas.

Não é permitido a criação de abelhas com ferrão na área urbana. Somente o órgão ambiental pode autorizar essa prática, a partir de um estudo, que estudará a viabilidade. Apenas abelhas sem ferrão podem ser criadas na área urbana. No caso da criação que provocou a morte de dois animais na ultima quinta-feira (22), era feita de forma irregular.

Vale lembrar que a Defesa Civil é o órgão responsável em fazer o controle desses animais, em casos de enxames ou colmeias em áreas de risco. Após a remoção dessas abelhas, elas são realocadas para um sítio parceiro da Defesa Civil, onde há mata nativa própria para a criação desses insetos.

Veja mais detalhes na reportagem exibida no Jornal Tarobá 1ª Edição.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.