Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Policial Militar condenado por estupro de mulheres em mocó perde função

29/03/24 às 16:28 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

O policial militar condenado por estuprar duas mulheres em um mocó na região central de Londrina, teve a condenação revisada. A pena de 13 anos e seis meses de prisão passou para 16 anos. A Justiça também determinou a perda da função pública do polícial. 

 

A 4ª Vara Criminal acatou o pedido de mais dois agravantes apresentados pelo advogado das vítimas. “Pedimos o reconhecimento do abuso de poder ou violação de dever inerente ao cargo de servidor público, no caso do policial militar, bem como a vulnerabilidade das vítimas, uma vez que são moradoras de ruas e usuárias de drogas”, explicou Mauro Martins.

Leia mais:

Imagem de destaque
TRÂNSITO

Ao usar GPS, condutor de carro fura sinal e se envolve em acidente no centro de Cascavel

Imagem de destaque
TRÊS FURTOS

Câmera registra homem realizando furto a estabelecimento no centro de Cascavel

Imagem de destaque
TRÂNSITO

Mulher que morreu ao ser atropelada na Marginal da BR-277 é identificada

Imagem de destaque
TRÁFICO DE DROGAS

Homem é detido em carro carregado com maconha na PRc-272 em Iporã

 

Câmeras de monitoramento flagraram o militar invadindo a residência que é utilizada por usuários de drogas. De acordo com o processo, o policial praticou os dois estupros na frente de outra pessoas que frequentam o local.


Segundo as mulheres, o PM teria utilizado uma arma para ameaçar exigir a conjunção carnal, que foi comprovada através de exames.


O policial foi preso em janeiro do ano passado em Londrina e depois transferido para um complexo penal em Curitiba, onde cumpre pena. 

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá