Unopar demite 60 profissionais e fecha unidade do Boulevard, diz Sinpro

Murilo Pajolla
Educação | Publicado em 04/12/2019 às 15:22

(Foto: reprodução/Google)

O Sindicato dos Profissionais de Escolas Particulares de Londrina (Sinpro) solicitou ao Ministério Público do Trabalho (MPT) uma audiência para tratar da demissão em massa de professores e tutores do ensino à distância. 

Segundo o presidente do Sinpro, André Cunha, denúncias recebidas pelo Sindicato dão conta de que cerca de 60 profissionais foram demitidos. A justificativa dada pela empresa aos sindicalistas é a desativação da unidade do shopping Boulevard, zona leste de Londrina. 

"A informação que nós temos da Unopar é que está sendo entregue o prédio agora, tendo em vista divergências nas questões locatícias". 

Cunha afirmou que as demissões correspondem a 40% do quadro de profissionais da unidade do Boulevard. “A empresa está negando esse número, está dizendo que foram cerca de 30 demissões”.

O Sinpro aguarda a resposta do MPT sobre o pedido de audiência com a Kroton, grupo que controla a Unopar e que, desde outubro, passou a se chamar Cogna. Na próxima segunda-feira (9) o Sinpro deverá realizar uma reunião com representantes da empresa em São Paulo para discutir o caso. 

“Eles (Unopar) sempre dizem que vão recontratar, que é o que sempre dizem. No fundo eles só olham números”, lamenta Cunha.

Por meio de nota, a Unopar se limitou a dizer que “ajustes no quadro de funcionários” são comuns nos finais dos semestres. A empresa não informou o número de demissões, nem a motivação. Confira a nota na íntegra:

A Unopar esclarece que ao final de cada semestre letivo são realizados ajustes no quadro funcional. Sendo assim, o processo de contratações e substituições decorre do ciclo regular do ensino superior, na medida em que, via de regra, a movimentação de pessoal ocorre nas viradas de semestre. Essa movimentação acontece, também, em virtude da variação do número de alunos, considerado o ingresso e formatura de estudantes, bem como alterações na grade acadêmica, de forma a preservar a continuidade das aulas. A Unopar reitera seu compromisso com educação acessível e de qualidade para todos os brasileiros.

A Kroton Educacional (Cogna) reportou lucro líquido de R$ 20,723 milhões no terceiro trimestre de 2019, queda de 94,04% na comparação com igual período do ano anterior. A margem líquida do trimestre recuou 25,7 pontos porcentuais, passando de 27,1% para 1,3%.

Com informações de Agência Estado 



Relacionados

Londrina | 04-12-2019 16:16

Servidores da UEL saem da greve, mas não descartam retomar paralisação

Servidores da UEL saem da greve, mas não descartam retomar paralisação

Londrina | 04-12-2019 15:33

Professores da UEL fazem assembleia e decidem permanecer em greve

Professores da UEL fazem assembleia e decidem permanecer em greve

Cascavel | 04-12-2019 12:18

Material didático: o que deve estar contido nos livros para concurso

Material didático: o que deve estar contido nos livros para concurso

Curitiba | 04-12-2019 10:19

Professora agredida em Curitiba registrou boletim de ocorrência

Professora agredida em Curitiba registrou boletim de ocorrência