Linha 4

fernando-brevilheri

Publicidade

Prefeitura recebe “explosão” de pedidos de reajuste de preços

Fernando Brevilheri

foto:Arquivo

A Prefeitura de Londrina está recebendo uma quantidade gigante de pedidos de “reequilíbrio econômico de contratos” e revisão de preços de insumos, produtos da cesta básica, serviços que dependem de transporte por conta da inflação e pela desorganização de algumas cadeias produtivas provocada pela pandemia da Covid 19. O número exato ainda será levantado pela Secretaria Municipal de Gestão Pública.

O IPCA - Índice de Preços ao Consumidor Amplo (entre outros indicadores de inflação) estão em alta e não param de subir. A última prévia do IPCA divulgada pelo Banco Central é de 8.5% para 2021. 

O Secretário de Gestão Pública Fabio Cavazotti explicou que em época de estabilidade a prefeitura utilizava o sistema de ata de registro de preços, onde durante o ano a empresa mantém o valor. “Ocorre que com a pandemia e a oscilação de preços no mercado houve uma explosão dessa demanda de reequilíbrio econômico. É um direito da empresa, se há um fato extraordinário, superveniente, ou seja, posterior a licitação que altere de forma significativa a equação” - detalhou. 

Cavazotti lembrou que a prefeitura também faz uma criteriosa pesquisa de mercado para verificar se os argumentos das empresas são passíveis de aprovação. Segundo ele, o município publicou uma portaria disciplinando o “rito” de análise desse pedido das empresas. “A gente tem feito esse processo com agilidade até pra dar segurança para as empresas que são nossas fornecedoras” resumiu Cavazotti. 

 

Os artigos dos blogs não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor do texto.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.