Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

TRE-PR testa novos recursos de acessibilidade das urnas eletrônicas

20/06/24 às 09:18 - Escrito por TRE-PR
siga o Tarobá News no Google News!

Na tarde desta quarta-feira (19), foram testados os novos recursos de acessibilidade das urnas eletrônicas com o auxílio do Instituto Paranaense dos Cegos. As atividades aconteceram no Laboratório de Inovação e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (Liods) do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR). 


Durante o evento, o presidente do TRE-PR, desembargador Sigurd Roberto Bengtsson, destacou que a urna eletrônica foi concebida e vem sendo aprimorada pensando-se na acessibilidade e convocou as pessoas com deficiência para votar e participar como mesárias nas eleições.


Segundo o secretário da Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Júlio Valente, que esteve presente nos testes, há algumas eleições, a Justiça Eleitoral vem aumentando os recursos de acessibilidade das urnas eletrônicas, por exemplo, com o uso de Libras, e, agora, com a possibilidade de configuração do áudio.

Leia mais:

Imagem de destaque
SAIBA MAIS!

Conheça a página que reúne as informações essenciais das Eleições

Imagem de destaque
INFORMAÇÕES

Conheça a Ouvidoria do TSE: canal direto com a sociedade

Imagem de destaque
CANDIDATURAS

CANDex 2024 está disponível para partidos políticos e federações

Imagem de destaque
TSE

Sistema DivulgaCandContas do TSE é atualizado para as Eleições


Valente explicou que, para as pessoas cegas que já informaram a sua condição à Justiça Eleitoral até o fechamento do cadastro eleitoral no mês de maio, o áudio será habilitado automaticamente na urna. “Se não houve essa comunicação prévia, no dia da eleição, quando for votar, basta manifestar o desejo de utilizar um fone de ouvido, e o mesário tem a possibilidade de liberar o áudio”, afirmou.



Novo recurso



Para auxiliar pessoas com deficiência visual na hora da votação, as urnas eletrônicas contarão com novos recursos de acessibilidade a partir das Eleições Municipais de 2024. A principal novidade é a ferramenta de sintetização de voz “Letícia”, que informa os cargos em votação, os números digitados e o nome da candidata ou do candidato.


O eleitor Gilberto Yoshikazu Ozawa, técnico de informática, relatou sua experiência com o novo recurso. “Há a opção de aumentar o volume, mas não senti necessidade, porque está bem compreensível. Agora, a urna também fala quem é o candidato para o eleitor confirmar, dando mais segurança ao voto. Sinto que as pessoas com deficiência vão se sentindo mais integradas com a acessibilidade, porque precisam de menos ajuda e podem votar em menos tempo”, declarou.


O presidente do Instituto Paranaense dos Cegos, Enio Rodrigues da Rosa, participou de todas as eleições e afirmou que, após o teste, vai utilizar o fone de ouvido para votar. “Pessoas cegas, que estão lutando por direito e inclusão, precisam participar do processo eleitoral como candidatas, como mesárias, votando, de todos os jeitos que a democracia permite”, disse. 



Outros recursos de acessibilidade das urnas  


Além da “Letícia”, as urnas eletrônicas contam com o Sistema Braille e com a identificação da tecla “5” (de forma similar ao teclado do telefone). Para auxiliar eleitoras e eleitores com deficiência auditiva, o equipamento conta também com um intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) na tela para informar os cargos que estão em votação no momento.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá