Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Mais uma taça na galeria do Stein Cascavel

21/11/22 às 17:49 - Escrito por

O Stein Cascavel chegou a uma incrível marca de 220 gols em 47 jogos oficiais no ano de 2022. Foram incríveis 42 vitórias, um aproveitamento de 90% na temporada. Mas todas essas estatísticas belíssimas não teriam sentido se o time não conseguisse o título da Liga Feminina de Futsal (LFF). Mas o time do técnico Márcio Coelho conseguiu contornar as adversidades e fez a festa de campeão no último sábado, depois de superar o Taboão da Serra, no ginásio da Neva. E fez isso com autoridade. O título veio após uma vitória por 7 a 1 no tempo normal e 1 a 0 na prorrogação. Na decisão da LFF, não tinha saldo de gols. Portanto, uma vitória simples já seria suficiente para forçar a prorrogação. Mas as meninas quiseram equiparar a decisão, já que haviam sido derrotadas por 6 a 0 no jogo de ida em Taboão da Serra. Elas teriam que reverter a situação diante de um dos principais times de futsal feminino do Brasil. E fazer isso contra o mesmo time que havia vencido o Stein na final da Copa do Brasil. O resultado da partida comprovou o quanto o time estava com uma insaciável fome de gols, uma insaciável fome de títulos e que Márcio Coelho confia no grupo de jogadoras. “Deus foi muito bom para mim ao colocar essas meninas no meu caminho. Acho que por tudo o que a gente fez na competição, não merecíamos um resultado diferente que não fosse o título. Fomos a equipe mais regular, fomos o time de melhor defesa. E num jogo atípico lá, em que a equipe do Taboão jogou muito, a gente acabou sendo goleado. Mas o nosso time tem muita força mental, é forjado no dia a dia com muito trabalho, eu tinha certeza e falei para elas: ‘eu acredito, só basta vocês acreditarem que a gente vai buscar’. Não posso dizer que a gente merece mais que Taboão, porque eles também trabalham. Mas acho que a gente foi mais competente no segundo jogo e colhemos esse fruto aí. Esse grupo está de parabéns e eu sou um abençoado por ter essas meninas na minha vida”, disse o técnico Márcio Coelho após a conquista.

 

Marca histórica

Quando o jogo foi para a prorrogação, o Stein Cascavel já acumulava incríveis 219 gols na temporada. A fome insaciável pelo título foi convertida na fome insaciável por bola na rede. Vitória por 7 a 1, com gols de Taís, Jaque Nunes e Michi, no primeiro tempo. Nathalinha marcou para o Taboão. Na etapa final, Camila, Michi, Luana e Camila definiram o placar da goleada. O resultado forçou a prorrogação e o equilíbrio na prorrogação criou uma possibilidade de uma decisão por pênaltis.

O ápice da conquista do Stein veio justamente no fim da extensão do jogo no ginásio da Neva. Quando restavam apenas 16 segundos para o fim do jogo, Kalê fez o gol do título na prorrogação. Detalhe: ela é uma atleta que não costuma muito balançar as redes, tanto é que foi o primeiro dela em casa. E foi o gol de número 220 do Stein Cascavel no ano. “Eu não sabia disso. Mas estou muito feliz por ter marcado no ginásio da Neva e ter ajudado a minha equipe a conquistar esse título”, disse a jogadora.

O Stein Cascavel chegou ao seu terceiro título no ano. Antes da LFF, a equipe havia conquistado a Taça Brasil de Clubes e a Copa Mundo do Futsal. Foi também o quinto título do técnico Márcio Coelho no comando do Stein Cascavel. No ano passado, ele venceu a Copa do Brasil e o Campeonato Paranaense da Série Ouro. A temporada ainda não acabou para o time cascavelense que busca a sua quinta final e o seu quarto título em 2022. No próximo sábado (26), a equipe faz a partida de volta das semifinais do Estadual contra o Cianorte, na Neva.


Confira a reportagem sobre o título do Stein que foi exibida no Tarobá Esporte desta segunda (21):

 

© Copyright 2022 Grupo Tarobá