Chuva minimiza risco de perdas na soja nesta safra

Redação Tarobá News
Agricultura | Publicado em 13/01/2020 às 20:50

Foto: Arquivo JM

A falta de chuvas mais constantes desde o dia 20 de dezembro trouxe temor aos produtores rurais da região dos Campos Gerais, especialmente os que plantaram soja. Com o clima seco por três semanas, caso não viesse um volume razoável de chuvas até o dia 15 de janeiro, havia o risco de quebra nesta safra 2019/2020 do grão. Porém, na sexta-feira (10) pela tarde e no sábado (11), as chuvas vieram em intensidade suficiente para zerar esse risco de quebra pelas próximas semanas, informa o Deral. No domingo, em algumas cidades da região, também foi registrada uma quantidade alta de precipitação. 

No sábado a chuva foi melhor e mais uniforme em toda a região, com volume maior, como em Arapoti, Sengés, Tibagi. Em Ponta Grossa, por exemplo, choveu 22 milímetros, o que precisava. Então a preocupação que tínhamos não temos mais”, explica Luiz Alberto Vantroba, economista do núcleo regional de Ponta Grossa do Departamento de Economia Rural (Deral), vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento (Seab). Por esse motivo, a projeção de atingir uma média de produtividade de 3,8 mil quilos por hectare está mantida. Com isso, a perspectiva de um recorde histórico na colheita de soja para a região está mantida, na casa de 2,17 milhões de toneladas na área plantada de 571 mil hectares.



Relacionados

Cascavel | 07-02-2020 16:19

Unioeste lança drone para pulverização agrícola

Unioeste lança drone para pulverização agrícola

Cascavel | 06-02-2020 20:26

Trator solidário: governador faz entrega de maquinário

Trator solidário: governador faz entrega de maquinário

Cascavel | 06-02-2020 20:16

BRDE lança primeiro edital de programa a startups

BRDE lança primeiro edital de programa a startups

Cascavel | 06-02-2020 17:55

Evento apresenta tecnologia que previne doenças em suínos

Evento apresenta tecnologia que previne doenças em suínos

PUBLICIDADE