Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

BRDE Labs discute importância da inovação aberta entre empresas e startups

01/11/23 às 14:29 - Escrito por Agência Estadual de Notícias
siga o Tarobá News no Google News!

O BRDE Labs, programa de inovação do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, em parceria com a Prefeitura de Londrina e outras entidades, promoveu no município o evento “Transformando ideias em Realidade”, que abordou a importância da prática da inovação aberta entre empresas e startups. O encontro, realizado terça-feira (31), no Tecnocentro, instalado no Parque Tecnológico Francisco Sciarra, contou com uma rodada de conversas sobre o tema entre cinco especialistas.


Criado em 2020, o BRDE Labs conecta grandes empresas (âncoras) a startups para acelerar a inovação e gerar negócios. São estabelecidos temas definidos anualmente. No encontro, a gerente de Planejamento e Novos Negócios do BRDE, Lisiane Astarita, coordenadora do Labs no Paraná, convidou empresas de Londrina e região a participarem da próxima edição do programa. Serão selecionadas dez empresas do Estado.


“Estamos promovendo eventos presenciais em algumas cidades que são mais desenvolvidas em termos de inovação, como é o caso de Londrina. Vamos selecionar dez empresas do Paraná que queiram colocar seus desafios e também captar startups por todo o país, para proporem soluções. Esse é o nosso fundamento, desenvolver o Estado e conectar startups”, explicou.

Leia mais:

Imagem de destaque
EDUCAÇÃO

Abertas matrículas para formação de docentes em curso integrado ao ensino médio

Imagem de destaque
EM LONDRINA

Quatro novos colégios devem passar por consulta para Programa Cívico-Militar

Imagem de destaque
SAIBA MAIS

Nova lei estabelece como será feita a escolha de diretores das escolas municipais

Imagem de destaque
COLÉGIOS CÍVICO-MILITARES

Dezenove escolas do núcleo de Londrina participam de consulta pública


Ela comentou que Londrina tem um sistema consolidado, organizado e que mostra a força da região. A cidade recebeu um prêmio neste mês, no Rio de Janeiro, ficando em 19⁰ lugar entre 244 avaliadas como o melhor ambiente para startups inovarem em conjunto com multinacionais. 


O tema principal abordado pelos especialistas no evento foi a inovação aberta ou open inovation, que diz respeito ao fato de as multinacionais estarem abertas à startups que possam desenvolver novas propostas de crescimento ou repensar o modo de agir.


Marcelo Moura, diretor da Hotmilk, ecossistema de inovação da PUCPR, um dos apoiadores do BRDE Labs, falou sobre as vertentes da inovação na percepção individual de cada empreendedor e a importância do processo de inovação aberta nas empresas. “Ajudamos o BRDE a construir o Labs, desenhando um programa de inovação aberta, indo além da conexão com as empresas, mas também incluindo a aceleração, o desenvolvimento e o empreendedorismo inovador”, detalhou.


O consultor do Sebrae-PR, Heverson Feliciano, disse que a inovação gera competitividade. “O tema open inovation aproxima empresas de startups, encontrando soluções que abrir mercado, e isso é importante porque o Ecossistema de Inovação é uma questão de cooperação”, afirmou. 


O presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), uma das entidades apoiadoras do evento, Alex Canziani, colocou à disposição os serviços da prefeitura da cidade. “Londrina é a capital da inovação do Paraná, pelo reconhecimento das ações realizadas. Nos colocamos à disposição do BRDE para desenvolver mais ações, para que continuemos nos fortalecendo como um polo, berço de novas parcerias e desenvolvimento de mão de obra especializada”, declarou.


O tema desenvolvido em 2023 é Inovação Verde e Equidade, que está no ciclo da Jornada de Desenvolvimento. Mais sobre o programa no site www.brdelabs.com.br/pr/  

© Copyright 2023 Grupo Tarobá