Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Secretaria de Educação desmente fake news sobre colégios cívico-militares

27/11/23 às 13:30 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

A secretaria Estadual de Educação (Seed) está desmentindo informações falsas, propagadas em escolas, sobre o modelo cívico-militar.

 

Tal fato é observado às vésperas da consulta pública sobre a possível mudança em 127 colégios do estado, 15 somente em Londrina.

Leia mais:

Imagem de destaque
EDUCAÇÃO

Abertas matrículas para formação de docentes em curso integrado ao ensino médio

Imagem de destaque
EM LONDRINA

Quatro novos colégios devem passar por consulta para Programa Cívico-Militar

Imagem de destaque
SAIBA MAIS

Nova lei estabelece como será feita a escolha de diretores das escolas municipais

Imagem de destaque
COLÉGIOS CÍVICO-MILITARES

Dezenove escolas do núcleo de Londrina participam de consulta pública

 

Nossa equipe de reportagens recebeu mensagens de pais, relatando que os filhos trouxeram informações falsas, das escolas, dizendo que o sistema será implementado independente de votação, que o ensino noturno será encerrado, que a rigidez será extrema e demais queixas.

 

A Seed, no entanto, se manifestou dizendo que o Programa Colégio Cívico-Militar conta com a parceria entre Secretaria Estadual de Educação e a Secretaria Estadual de Segurança Pública. Conta, ainda, com o apoio dos militares do Corpo de Militares Estaduais inativos, voluntários do estado do Paraná, junto à equipe gestora, professores e funcionários da escola.

 

Esclarece que o modelo, democrático, foi implantado, em 2020, por meio da votação da comunidade. Das 2.104 escolas estaduais do Paraná, 206 são cívico-militares.

 

A frequência dos colégios cívico-militares são 3% acima da média das demais escolas e, atualmente, têm 7.578 estudantes na lista de espera em todo o estado.

 

A média de crescimento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é 3% maior que a média estadual. O percentual de acertos na Prova Paraná aumentou de 44,31% em 2022 para 51,24% em 2023.

 

Entre os diferenciais desse modelo estão: seis aulas diárias, apoio dos militares do estado, unidade curricular de Cidadania e Civismo, uniforme diferenciado, melhora no rendimento escolar dos alunos e redução dos problemas disciplinares (brigas, desrespeito a professores e funcionários, depredação do patrimônio escolar).

 

Sobre a consulta pública

A comunidade escolar de 127 colégios do Paraná está convocada para participar de uma consulta pública que determinará a adesão ou não ao modelo cívico-militar.

 

Na região do núcleo de Londrina, são 19 unidades, incluindo Alvorada do Sul, Cambé e Rolândia.

 

Prevista para os dias 28 e 29 de novembro, a consulta pública será realizada nas próprias escolas listadas, contando com a participação de professores, funcionários e pais de alunos matriculados na instituição.

 

Estudantes maiores de 16 anos – conforme estabelecido em edital – também participam do pleito e, para votar, é necessário levar documento pessoal com foto. Os responsáveis terão direito a um voto por filho menor de idade matriculado na escola.

 

Votará somente um responsável por matrícula do estudante. Já resultado da votação deve ser divulgado no dia 5 de dezembro.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá