Território Cidadão e ONGs ajustam ações do Programa Agricultura Urbana

Redação Tarobá News
Agricultura | Publicado em 17/07/2019 às 18:37

Na tarde desta quarta-feira (17), a equipe do Território Cidadão esteve reunida com representantes das ONGs(Organização não Governamental), Iadas (Instituto de Apoio e Desenvolvimento Ambiental e Saúde), Coopcraf e Instituto Colmeia, que venceram o processo de chamamento público para integrar o programa de Agricultura Urbana em Cascavel. O objetivo da reunião foi alinhar as ações para padronizar o programa para que todas as entidades trabalhem em "sintonia" para o bom andamento do programa do Governo Paranhos.

 "Temos através do Território Cidadão, o Agricultura Urbana envolvendo algumas associações de moradores de forma voluntária. Estas entidades recebem recurso público, então, precisamos estar mais próximos para que o projeto deslanche de forma organizada", explicou o gestor do Território Cidadão, José Carlos da Costa, o Cocão, que completou dizendo que, "as ONGs são responsáveis por várias hortas através do chamamento público e o envolvimento da sociedade está funcionando em sua totalidade".  

Durante a reunião, o gerente do Território Cidadão, Ailton Lima, disse que o Programa Agricultura Urbana "nasceu da necessidade que levantamos no Município de dar destino ou fazer cumprir a função social dos terrenos baldios ou ociosos. Dentre eles, em 2017, que foi a data do levantamento, chegamos ao número de 18 mil terrenos, tomados por mato, ilícitos ou servindo de criadouro para mosquito da dengue e insetos, sem cumprir com sua função social que é quando o terreno garante qualidade de vida de forma equilibrada para todos".

ODS

O Agricultura Urbana também está inserido no contexto do ODS 11 (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) que é de cidades e comunidades sustentáveis e ODS 17 que trata das parcerias e meios de implementação, e vem beneficiando muitas famílias com a produção de alimentos, O ODS 3 trata da saúde e bem-estar, trabalho decente e crescimento econômico, redução das desigualdades e o consumo e produção responsáveis. Uma das justificativas para a criação do o Programa Agricultura Urbana em Cascavel foi a expansão da cidade que é acompanhada pela necessidade crescente de fornecer alimento às famílias. "Neste sentido acreditamos que a atividade do Agricultura Urbana pode promover mudanças benéficas na estrutura social, econômica do território onde ela está instalada", reiterou o gestor do Território Cidadão.

A principal finalidade do programa é a implementação da produção de alimentos em áreas urbanas e periurbanas de Cascavel, na forma do plantio de produtos hortifrutigranjeiros, promovendo desenvolvimento econômico, bem-estar e inclusão social da comunidade. "Os alimentos que são produzidos pelas famílias através das associações de moradores e ONGS, são livre de defensivos agrícolas", completou Cocão.

Objetivos

Foi repassado ao grupo, durante a reunião de trabalho, que o objetivo do Agricultura Urbana, desde sua concepção, é melhorar a qualidade de vida da população e, em especial das comunidades que se localizam próximas aos territórios, melhorar a segurança pública, combater doenças transmitidas por insetos, promover meios de geração e circulação de renda, promover a inclusão social, disseminar a ideia de colaboração da comunidade com o meio ambiente, incentivar o associativismo e a educação agrícola e agroecológica.

Assessoria 



Relacionados

Paranaguá | 14-08-2019 11:40

Pequenos produtores recebem títulos de regularização fundiária

Pequenos produtores recebem títulos de regularização fundiária

Campo Mourão | 14-08-2019 09:44

Proprietários de áreas em local urbano não devem utilizar agrotóxicos

Proprietários de áreas em local urbano não devem utilizar agrotóxicos

Curitiba | 12-08-2019 16:17

Evento capacita para atendimento em caso de foco de febre aftosa

Evento capacita para atendimento em caso de foco de febre aftosa

Curitiba | 12-08-2019 10:21

Iapar promove curso de viticultura na região Oeste

Iapar promove curso de viticultura na região Oeste