UEL consulta comunidade universitária sobre viabilidade de atividades EaD

Da Redação
Educação | Publicado em 06/04/2020 às 17:15

Foto: Divulgação

A Pró-reitoria de Graduação (Prograd) da UEL está realizando um levantamento para avaliar as condições tecnológicas e materiais para verificar a possibilidade de manter parte das atividades acadêmicas via modalidade Ensino a Distância (EaD). O levantamento pretende ouvir estudantes dos 53 cursos de graduação, bem como os professores, por meio de formulário eletrônico repassado às coordenações de curso.

Os dados deverão ser analisados posteriormente, na próxima semana, pela Câmara de Graduação, além da comissão instituída pela Reitoria para avaliar as ações durante a suspensão das atividades acadêmicas por causa da pandemia causada pelo coronavírus. Qualquer deliberação deverá ser submetida ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE) da UEL.

"Nenhuma decisão será tomada sem uma análise cuidadosa e responsável destes dados", adianta a Pró-reitora de Graduação, professora Marta Favaro, salientando que os critérios preveem qualidade de ensino e a possibilidade de atingir a totalidade dos estudantes. Ela explica que a proposta considera o momento de exceção, que incluem ato executivo da Reitoria e decretos de Governos Estadual e Federal, recomendando o isolamento social como forma de conter a pandemia.

Ela explica ainda que esse levantamento das condições dos estudantes e professores se baseia em Deliberação do Conselho Estadual de Ensino, com data de 1 de março, e na portaria 343, de 17 de março, do Ministério da Educação, que liberou a alteração de aulas presenciais por aulas a distância, por meio do uso das tecnologias disponíveis, como celulares, computadores e tablets. Antes de iniciar a coleta de dados, a Prograd também ouviu os coordenadores de colegiado de cada curso, bem como os representantes estudantis, por meio do Diretório Central do Estudantes (DCE).

A Pró-reitora afirma que, em utilizando EaD, seria necessário garantir a qualidade das atividades por meio de um planejamento criterioso, que incluiria material adequado e plataformas que garantam a interação dos estudantes com os professores. Ela explica que atividades práticas e de Laboratórios não tem permissão de serem dadas a distância. Ainda segundo Marta Favaro, além do levantamento das condições de professores e estudantes, será necessário também que cada colegiado de curso avalie a estrutura curricular.   

Suspensão
Na UEL as atividades estão suspensas até o próximo dia 12 de abril, de acordo com o Ato Executivo 22/2020, publicado no último dia 17 de março. De acordo com o ato, estão suspensas todas as atividades acadêmicas de graduação e de pós-graduação, sendo mantidas somente as atividades administrativas, bem como as da área da saúde e demais consideradas essenciais.

(Com Agência UEL)



Relacionados

Cascavel | 25-05-2020 14:32

Profissionais da Educação participam de Formação Continuada Online

Profissionais da Educação participam de Formação Continuada Online

Londrina | 25-05-2020 13:33

Rede municipal estuda retorno das aulas a partir de agosto em Londrina

Rede municipal estuda retorno das aulas a partir de agosto em Londrina

Cascavel | 25-05-2020 13:01

Escolas municipais de Cascavel começam a entregar materiais

Escolas municipais de Cascavel começam a entregar materiais

Cascavel | 25-05-2020 12:59

Atendimento informal: Secretaria de Educação diz que prática é ilegal

Atendimento informal: Secretaria de Educação diz que prática é ilegal