Linha 4

Publicidade

Consciência Negra: 36ª Mostra Afro Brasileira Palmares Londrina começa neste sábado

Redação Tarobá News

Pixabay

A partir deste sábado (20), às 19h, tem início a 36ª Mostra Afro Brasileira Palmares Londrina, na sede da Biblioteca Pública Municipal de Londrina (Avenida Rio de Janeiro, 413, no Centro). Até o aniversário de 87 anos de Londrina, comemorado no dia 10 de dezembro, estarão expostas 30 obras, de dez artistas de renome nacional e internacional, na Sala José Antonio Teodoro, que está no segundo andar da Biblioteca Pedro Viriato Parigot de Souza.

Durante a abertura oficial do evento, a população também poderá se divertir com as músicas de Beth Carvalho; cantora, compositora e instrumentista falecida em 30 de abril de 2019, aos 72 anos de idade. O enredo foi escolhido a dedo para representar o samba brasileiro e para fazê-lo da melhor forma possível, foram convidados a cantora Ângela Maria e o cantor Joaquim Braga.

O objetivo da 36ª Mostra Afro Brasileira Palmares Londrina é divulgar a arte, a música e o trabalho afro realizado no município e celebrar o Mês da Consciência Negra. Para o secretário municipal de Cultura de Londrina, Bernardo Pellegrini, é necessário valorizar a produção cultural negra que existe em Londrina, visto que ela é uma das mais antigas do Paraná. “Temos que valorizar a iniciativa, que trata de um assunto de extrema relevância, que é a valorização da cultura negra popular do Brasil. Como a mostra de arte e de música não têm apelo comercial, nós do poder público e da sociedade precisamos incentivá-la. Em Londrina, temos a honra de recebermos um evento participativo e intenso, que valoriza o patrimônio e a produção de artes visuais, literatura, música e as várias manifestações da cultura negra”, disse Pellegrini.

Sobre a mostra, o presidente do Imecab e coordenador-geral da 36ª Mostra Afro Brasileira Palmares Londrina, Vagner Nogueira, explicou que entre os artistas escolhidos para a mostra de arte estão Jajá Belluco e J.Inácio.
O primeiro foi um dos criadores da Mostra Afro e esteve a frente do Instituto do Movimento de Estudo da Cultura Afro-Brasileira (Imecab), órgão que coordena a ação até hoje. Belluco era autodidata e, além de pinturas, fazia desenhos, esculturas, costuras, cenários para peças teatrais e carros alegóricos para escolas de samba.

O segundo homenageado será o um dos mais queridos e populares artistas sergipanos, J.Inácio, que recebeu dezenas de homenagens em vida e atualmente continua recebendo in memoriam. “Temos muitos artistas de renome nacional e internacional que são negros e as pessoas desconhecem. A mostra surgiu para promovermos as ações afirmativas do negro e a importância da igualdade racial”, explicou Nogueira.

Além das pinturas e desenhos, os interessados poderão conferir a música e a feira de produtos afro, pois a partir do dia 2 de dezembro, das 20h às 21h30, nas proximidades da Biblioteca Pública Municipal de Londrina, acontecerão a 5ª Mostra de Música Afro Brasileira e a 1ª Feira Quilombo Cultural de Afro Empreendedores.
A ideia da mostra de música é marcar o Dia Nacional do Samba (celebrado em 2 de dezembro) e da feira de empreendedores, o aniversário de Londrina (em 10 de dezembro). Por isso, deu-se a escolha das datas de início e término das ações, e ambas acontecerão no mesmo local e horário.

Durante a 1ª Feira Quilombo Cultural de Afro Empreendedores estarão à venda produtos da economia criativa referentes à moda, design, artesanato, culinária, beleza, roupas, livros e materiais culturais. “Nossa intenção é valorizar os empreendedores de Londrina e a cultura afrocriativa, como um quilombo cultural, como o próprio nome diz. Quando falamos em quilombo, estamos falando de um espaço sem fronteiras, que acolhe todos, independentemente de sua etnia”, disse o organizador.

Para isso, foram abertos 40 espaços para os empreendedores exporem seus produtos. Quem quiser ainda pode se inscrever, por meio do site do evento (https://www.imecab.com.br/), onde está disponível o formulário. As inscrições encerram no sábado (20).

Este ano, é a primeira vez que a Mostra Afro Brasileira Palmares Londrina recebe o apoio financeiro da Prefeitura de Londrina, por meio do projeto aprovado pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), da Secretaria Municipal de Cultura. Ao todo, o poder público municipal está investindo R$ 71 mil através do Promic.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.