Ex-diretor do FBI demitido por Trump deve falar no Senado no dia 8 de junho

Estadão Conteúdo
Mundo | Publicado em 01/06/2017 às 14:01

O ex-diretor do Departamento Federal de Investigação (FBI), James Comey, deve testemunhar no dia 8 de junho no Comitê de Inteligência do Senado dos Estados Unidos, que investiga as atividades da Rússia durante a corrida presidencial do país em 2016.

Segundo o Comitê de Inteligência, o testemunho de Comey ocorrerá em uma sessão aberta, seguida por uma sessão fechada.

O presidente do Comitê, do Partido Republicano, afirmou que os membros do painel querem ouvir de Comey sobre seu papel no desenvolvimento da avaliação das agências de Inteligência de que a Rússia interferiu nas eleições presidenciais americanas.

Eles ainda esperam que o testemunho de Comey responda questões polêmicas que surgiram desde sua demissão do cargo de chefe do FBI pelo presidente do país, Donald Trump. Fonte: Associated Press.



Relacionados

Mundo | 16-02-2019 17:15

Líder do Hezbollah critica Trump sobre combate contra Estado Islâmico na Síria

Líder do Hezbollah critica Trump sobre combate contra Estado Islâmico na Síria

Mundo | 16-02-2019 16:45

EUA enviam à Colômbia ajuda humanitária destinada à Venezuela

EUA enviam à Colômbia ajuda humanitária destinada à Venezuela

Mundo | 16-02-2019 15:30

Vaticano expulsa ex-cardeal Theodore McCarrick, acusado de abusos sexuais

Vaticano expulsa ex-cardeal Theodore McCarrick, acusado de abusos sexuais

Mundo | 16-02-2019 13:15

EUA cobram que UE reconheça Guaidó como presidente da Venezuela

EUA cobram que UE reconheça Guaidó como presidente da Venezuela

PUBLICIDADE