Venezuela: Após rápida detenção, líder da oposição é solto pela polícia política

Estadão Conteúdo
Mundo | Publicado em 13/01/2019 às 16:00

O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, líder da oposição ao governo de Nicolas Maduro, foi preso pela polícia política do país e rapidamente solto neste domingo.

A informação da prisão foi dada pela esposa de Guaidó, Fabiana Rosales, através do Twitter, sem dar outros detalhes. O político foi detido pelo Serviço Nacional de Inteligência Bolivariano (Sebin). Mais cedo, a conta do próprio político havia anunciado a captura, informando que não sabia seu paradeiro.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra como um grupo de supostos agentes da Sebin, armados e mascarados, abordou e embarcou Guaidó em um automóvel, antes da sua participação em uma manifestação convocada no estado de Vargas. O incidente foi registrado em um trecho da rodovia que liga Caracas a Vargas, cerca de 20 quilômetros ao norte da capital do país.

Há pouco, um membro do partido de oposição, que por segurança falou sob anonimato, disse que Guaidó foi liberado e que estava em viagem para Vargas. Fonte: Associated Press.



Relacionados

Mundo | 17-01-2019 21:30

Itamaraty diz que governo de Maduro representa o 'crime organizado' na Venezuela

Itamaraty diz que governo de Maduro representa o 'crime organizado' na Venezuela

Mundo | 17-01-2019 16:10

Explosão na Colômbia deixa mortos e feridos; autoridades suspeitam de atentado

Explosão na Colômbia deixa mortos e feridos; autoridades suspeitam de atentado

Mundo | 17-01-2019 14:55

É 'questão de tempo' até conseguirmos construir muro na fronteira, diz Trump

É 'questão de tempo' até conseguirmos construir muro na fronteira, diz Trump

Mundo | 17-01-2019 14:15

EUA cogitam criar sensores antimísseis no espaço

EUA cogitam criar sensores antimísseis no espaço

PUBLICIDADE